9.4.21

estudo revela que casais fazem menos sexo durante a pandemia

Desde o início da pandemia de coronavírus que muitos casais ficaram fechados em casa. Este cenário levou a que se especulasse sobre o aumento do número de relações sexuais. Só que um novo estudo vem mostrar que afinal não é bem assim. Bem vistas as coisas, os casais estão a fazer menos sexo durante a pandemia. 

  

Ao longo de um mês, o Daily Star questionou os leitores sobre aquilo que tem acontecido no quarto desde que o mundo passou a lidar com a pandemia provocada pelo novo coronavírus. E os números revelam que 70% dos inquiridos está a fazer menos sexo ao longo dos últimos meses. Por sua vez, 13% diz ter terminado a relação enquanto 5% assume ter tido um caso extraconjugal. 

 

70% dos inquiridos revela fazer menos sexo 

 

Por sua vez, 25% dos solteiros revela que passou a usar aplicações de encontros online. Outro dado de relevo está relacionado com nudes. 84% dos inquiridos assume que envia menos fotos sem roupa. Sendo que 16% revela interesse em vir a enviar uma foto ousada. Além disso, 28% admite quebrar as regras de confinamento para ter sexo e 24% diz que o já o fez mais de cinco vezes. 

 

A pornografia também é mencionada. 46% dos inquiridos prefere ver pornografia do que a conferência de imprensa diária para atualizar os dados relativos à covid-19. E 31% diz que passou a consumir mais conteúdos pornográficos desde o início da pandemia. Quanto ao sexo, 2% dos entrevistados garante ter relações sexuais 11 vezes por semana. Sendo que a maioria se fica pelas 2 a 3 vezes. Realce para o facto de o questionário ter contado apenas com a participação de pessoas que vivem no Reino Unido. 

Sem comentários:

Publicar um comentário