27.11.20

tens cão? a probabilidade de apanhares covid-19 é muito maior

Numa altura em que muito ainda continua a ser dito em relação ao novo coronavírus, surge um novo estudo que está a dar que falar. De acordo com uma equipa de cientistas espanhóis, aqueles que têm cães têm uma probabilidade muito mais elevada de ficarem infectados com covid-19. Além disso, defendem ainda que receber em casa compras do supermercado representa um risco maior do que ir à loja efectuar as compras.

O estudo realizado pela Universidade de Granada e pela Escola de Saúde Pública de Andaluzia, e publicado no Environmental Research, contou com 2086 pessoas de Espanha. Deste grupo, 41% tinha uma idade que oscilava entre os 40 e os 54 anos. Entre as pessoas analisadas estavam 98 que já tinham sido infectados pelo coronavírus, o que representa 4,7% dos voluntários.

Ter um cão aumenta em 78% o risco de contrair covid-19


Os investigadores questionaram os participantes em relação às actividades diárias. A conclusão foi a de que ter um cão e levá-lo a passear significa um aumento de 78% de contrair a doença do momento. A equipa que realizou o estudo acredita que muitos donos de animais de estimação acabam por tocar em superfícies contaminadas quando vão à rua passear o cão. E que depois acabam por contrair o vírus. Numa altura em que não existem certezas em relação à eventualidade de os animais espalharem o vírus, os investigadores recomendam que os donos dos cães se foquem na higiene. Que lavem as mãos e que mantenham a distância social no momento de levar o fiel amigo à rua.

Cientistas defendem que receber compras do supermercado em casa é mais perigoso 


 As conclusões não se ficam pelos animais de estimação. De acordo com os investigadores, receber encomendas do supermercado é muito mais perigoso do que ir à loja efectuar as compras. Neste caso, o risco de contrair a doença aumenta em 94%. Por sua vez, trabalhar no escritório, em vez de o fazer em teletrabalho, traduz-se num aumento de risco de 76%. Se viver com uma pessoa que contraiu o vírus, o risco de ficar infectado sobe para 60%. 

 Cristina Sánchez González, professora e líder do trabalho, faz uma ressalva em relação às conclusões obtidas. Nomeadamente em relação ao risco que se corre enquanto se passeia um animal de estimação. “O motivo para esta prevalência tão elevada ainda tem de ser devidamente determinado”, explica.

26.11.20

wanda nara e aquela ousadia que consegue sempre surpreender

Se dedicares algum do deu tempo a fazer uma pesquisa que envolva Wanda Nara e a palavra ousadia irás certamente deparar-te com um vasto leque de notícias. Parte delas feitas por mim, tenho de assumi-lo. E existe uma boa explicação para isso. É que aquela que já foi considerada a mulher furacão do futebol italiano consegue surpreender a cada nova imagem. Que se destaca pela ousadia e que é partilhada nas redes sociais.  

E foi isso mesmo que a mulher e agente de Mauro Icardi, avançado do Paris Saint-Germain, fez novamente. Primeiro, com uma imagem em que o destaque vai para o seu bumbum e, mais tarde, com um topless que levou as redes sociais à loucura. Daí que o termo ousadia ande sempre de mãos dadas com a argentina, de 33 anos.  

 

Triângulo amoroso com Mauro Icardi e Maxi López 

 

Wanda Nara foi casada com Maxi López, com quem teve três filhos: Valentino, Benedicto e Constantino. E tudo corria bem até ao momento em que a sensual loura traiu o marido com Mauro Icardi. O casamento chegou ao fim, a amizade também, mas a confusão não. O actual jogador do Sambenedettese, da terceira divisão italiana, chegou a dizer que a ex-mulher o convidava para ir lá a casa. Algo que acontecia quando Mauro Icardi estava concentrado com o Inter. 

 

“Ela vê isto como um jogo, faz-me entrar em sua casa ou chama-me quando o marido está concentrado com a equipa. É uma mulher que já se casou, já teve outros filhos e só quero manter a ligação com os meus filhos, nada mais. Não sei para que me chama e por que o faz em dias pontuais. Não entro mais no jogo dela. Não entro se não depois não falo durante meses com as crianças”, disse Maxi López em entrevista ao programa radiofónico “Un buen momento”. 

 

“Sou a única mulher que faz o marido ganhar dinheiro” 

 

Mas a polémica não fica por aqui. Wanda Nara é acusada de gostar demasiado de beber. E também de se querer aproveitar do actual marido, de quem é agente. Mas a mulher de Mauro Icardi garante que o marido não poderia estar em melhores mãos pois é a mulher ideal. “Sou a única mulher que faz o marido ganhar dinheiro”, defende. Acrescentando que fez com que o marido deixasse de valer 14 milhões para passar a valer 250! 

 

Greve de sexo 

 

Wanda Nara também acusou Maxi López de a deixar em greve de sexo durante três meses. Diz também que seria capaz de perdoar uma traição. De resto, quando o tema são as suas redes sociais, a polémica cede o lugar à ousadia. As imagens que partilha são de cortar a respiração. E se garante multiplicar o valor do marido, é certo que também multiplica a ousadia, chegando a números nunca vistos. 






58% dos trabalhadores confessa ter feito sexo durante o teletrabalho

Há largos meses que o confinamento e teletrabalho são uma realidade para muitos portugueses. E também para milhões de pessoas espalhadas pela Europa. Ainda que não exista um estudo semelhante realizado em território nacional, do Reino Unido chega um trabalho que mostra a forma como os britânicos têm passado o tempo fechados em casa.  

De acordo com um estudo, realizado pela OnePoll, 58% dos trabalhadores assume ter relações sexuais durante o horário de trabalho, ou neste caso, teletrabalho. Deste trabalho fizeram parte 1000 baby boomers (pessoas nascidas entre 1946 e 1964) e outros tantos millennials (nascidos entre 1980 e 1996). Os resultados mostram que os millennials fazem o dobro do sexo em comparação com os baby boomers. 

 

Millennials estão mais atrevidos do que nunca 

 

Aliás, a geração mais nova está mesmo mais atrevida do que nunca. 68% destes assume ter experimentado novas posições sexuais. Ao mesmo tempo que apimentaram a intimidade desde o início da pandemia de coronavírus. 52% revela ter finalmente revelado o fetish à companheira. Sendo que destes, 45% colocaram-no em prática. E os dados não se ficam por aqui. 43% dos millennials revela ter usado um brinquedo sexual e 37% diz ter levado comida para a cama, que é usada em jogos sexuais.