14.4.21

7 tipos de pessoas que não devem fazer jejum intermitente

O mundo das dietas também vive de momentos de popularidade e ao longo dos últimos tempos destaca-se o jejum intermitente. Que é visto como a solução ideal para aqueles que desejam perder peso de forma rápida. Esta dieta destaca-se por momentos de jejum. Aqueles em que existe uma abstinência (total ou parcial) de ingestão de alimentos e bebidas. Estes são alternados com outros em que existe consumo daquilo de que as pessoas se privam. Apesar da fama, nem todas as pessoas devem seguir este método. Algo que é explicado num artigo publicado na abc.  

1 – Mulheres grávidas ou a amamentar 

É fulcral que estas mulheres não se desleixem com todas as necessidades nutricionais. 

 

2 – Pessoas com stress ou ansiedade 

O jejum intermitente pode fazer com que este cenário fique ainda pior. Poderá mesmo dar origem a uma obsessão pela comida. 

 

3 – Pessoas com insónias 

O jejum pode ter impacto nos hábitos como é o caso do ritmo de sono. 

 

4 – Pessoas com transtornos alimentares 

Tal como referimos no ponto do stress e ansiedade, o jejum intermitente pode piorar o cenário. 

 

5 – Pessoas com problemas metabólicos 

É fundamental que o jejum intermitente seja acompanhado por profissionais como é o caso dos nutricionistas. 

 

6 - Crianças, adolescentes e idosos 

São fases da vida que se destacam pelo aumento das necessidades nutricionais. E estas ficarão aquém do desejado com o jejum intermitente.  

 

7 – Pessoas com pouco peso 

Se tiver um peso abaixo do ideal, não deverá optar por este método. 

Sem comentários:

Publicar um comentário