11.6.20

romelu lukaku e o treinador português que o jogador nunca irá perdoar

Actualmente nos italianos do Inter, clube no qual é treinado por Antonio Conte, Romelu Lukaku é considerado um dos grandes avançados do futebol europeu. Ao longo da carreira, o belga já teve a oportunidade de trabalhar com dois técnicos portugueses. Sendo que com um deles até trabalhou em dois clubes diferentes. Refiro-me a José Mourinho. O avançado belga, de 27 anos, foi treinado pelo Special One no Chelsea e foi o setubalense que pediu a sua contratação para o Manchester United.



Romelu Lukaku trabalhou ainda com André Villas-Boas no Chelsea. O jogador fazia parte do plantel dos blues em 2011/12, altura em que o português era treinador do clube londrino. E foi em entrevista ao jornal Het Laatste Nieuws que o belga revelou que nunca irá perdoar André Villas-Boas pelo facto de não o ter inscrito na Liga dos Campeões. Prova que o clube viria a conquistar nessa época, já com o italiano Roberto Di Matteo no comando da equipa.

"Di Matteo disse-me que eu ficava com a equipa até depois da final. Ele entendeu que todos deveriam de estar presentes, incluindo aqueles que estavam suspensos e os poucos jovens que não integravam a equipa da Liga dos Campeões. Sou-lhe agradecido por isso. Aquela vitória era algo com que sempre tinha sonhado (…) Estava feliz pelo clube, mas havia um homem que me tinha tirado aquele momento: o treinador anterior. Nunca vou perdoa-lo por isso", diz.

"Não lhe toquei com um dedo, porque, pessoalmente, eu não ganhei esse troféu [Liga dos Campeões]"


O avançado belga refere mesmo que nem quis tocar no troféu da Liga dos Campeões conquistado pelo Chelsea. "Não lhe toquei com um dedo, porque, pessoalmente, eu não ganhei esse troféu. É assim o meu comportamento, desde que tinha 11 anos. Se não contribuí com nada, não é um troféu meu", refere. Apesar da mágoa e das complicações que teve com André Villas-Boas, Lukaku compreende que o papel do português também não era fácil.

"Uma vez pôs-me a jogar como extremo-esquerdo e outra como extremo-direito. Assim não consegues desenvolver-te. Então, em determinada altura, tens de pensar em ti. Disse ao clube o que achava disso. Eu sei, Villas-Boas também estava sob pressão. Mas era por isso que não me devia tratar daquela forma", termina.

Analisando a época 2011/12, Romelu Lukaku participou em apenas 12 jogos pelo Chelsea. Ao todo, o avançado esteve em campo durante 404 minutos, não tendo marcado qualquer golo e tendo feito uma assistência. Quanto a André Villas-Boas, comandou o Chelsea durante 40 jogos. Destes, ganhou 20, empatou 10 e perdeu outros tantos. O clube justificou o despedimento do português com resultados que "não foram suficientemente bons e não davam mostras de melhorar".

Sem comentários:

Publicar um comentário