18.6.20

vê lá se reconheces os 11 avançados que mais desiludiram em inglaterra desde 2000

Os avançados gostam de estar na lista daqueles que marcam mais golos. Por outro lado, nenhum jogador gosta de ver o seu nome na lista das maiores desilusões. E foi isso que o The Sun fez, ao revelar os 11 avançados que passaram pela Premier League sem deixar grande saudade. Esta compilação conta apenas a partir do ano 2000 e da lista faz parte um nome bem conhecido dos adeptos portugueses: Radamel Falcao.

O avançado colombiano, que brilhou no Porto, representou dois clubes em Inglaterra, ambos por empréstimo. Primeiro o Manchester United, depois o Chelsea. Sempre sem grande sucesso. Ao avançado, actualmente ao serviço dos turcos do Galatasaray, juntam-se mais uma dezena de nomes. Alguns ainda no activo, outros reformados e alguns como treinadores. Sendo que os amantes do futebol devem reconhecer praticamente todos. Vamos lá então conhecer a lista.

Radamel Falcao (Manchester United e Chelsea)
Aterrou em Inglaterra em 2015 e passou, em épocas consecutivas, por Manchester United e Chelsea. No total conta só com 5 golos e outras tantas assistências em 41 jogos.

Gonzalo Higuaín (Chelsea)
Esteve nos blues de Janeiro a Junho de 2019. Marcou 5 golos em 18 jogos.

Roberto Soldado (Tottenham)
Foi contratado pelos londrinos em 2013 e a aventura inglesa durou até 2015. Marcou 16 golos em 76 jogos.

Álvaro Morata (Chelsea)
Em 2017 chegava a Londres, para dizer adeus a Inglaterra no início de 2019. 24 golos e 6 assistências foi aquilo que conseguiu em 72 jogos.

Hernán Crespo (Chelsea)
Foi no Verão de 2003 que trocou o Inter pelo Chelsea. Por lá ficou uma época, tendo representado o clube em mais duas ocasiões, separadas por sucessivos empréstimos. No total marcou 25 golos em 73 jogos.

Sergiy Rebrov (Tottenham e West Ham)
Foi em 2000 que chegou a Inglaterra para defender as cores do Tottenham. Representou ainda o West Ham. No total participou em 98 jogos. 17 golos e 2 assistências foi o que conseguiu.

Pato (Chelsea)
Esteve em Inglaterra apenas de Janeiro a Junho de 2016. 2 jogos e 1 golo foi o melhor que conseguiu.

Robinho (Manchester City)
Chegou a Inglaterra em 2010 como craque oriundo do Real Madrid. Queria ir para o Chelsea, mas acabou no Manchester City. 16 jogos e 12 assistências em 53 jogos. Ficam também as saudades dos restaurantes e bares, já assumidas pelo brasileiro.

Fernando Morientes (Liverpool)
Chegou ao clube no início do 2005 e saiu no Verão de 2006. Em época e meia 61 jogos marcou apenas 12 golos. Aos quais soma uma assistência.

Diego Forlan (Manchester United)
Chegou a Inglaterra em 2002 e por lá ficou até 2004. Em 98 jogos, marcou 17 golos e fez 8 assistências.

Andriy Shevchenko (Chelsea)
Foi em 2006 que trocou o Milan pelo Chelsea. Representou o clube até 2008. Regressou a Itália e voltou ao clube londrino por pouco tempo. Para a história ficam 22 golos e 11 assistências em 77 jogos.

Sem comentários:

Publicar um comentário