25.6.20

jan oblak faz o que ainda ninguém tinha feito na liga espanhola

Primeiro, convido-te a recuar até Julho de 2010. Foi nesse verão que o Benfica anunciou a contratação de Jan Oblak. O guarda-redes eslovaco, então com 17 anos, trocava o modesto NK Olimpija pelos encarnados, num negócio avaliado em 1,7 milhões de euros. Na época, muito se falou sobre o valor gasto num jogador que ninguém conhecia. Sendo que poucos adivinhavam o que estava para acontecer.


Ainda no mesmo ano, Jan Oblak foi emprestado ao Beira Mar. Seguiram-se empréstimos ao Leiria, Olhanense e Rio Ave. Até que, em 2013 regressa de vez à Luz. Foi com Jorge Jesus, depois de uma lesão de Artur Moraes, que o eslovaco agarrou a titularidade da baliza encarnada, para nunca a mais deixar. No final dessa época, depois de exibições que conquistaram até a crítica mais exigente, os espanhóis do Atlético de Madrid bateram a cláusula de rescisão do jogador, depositaram 16 milhões de euros na conta bancária do clube português e levaram o guarda-redes para a capital espanhola.

Jan Oblak chegou ao Benfica a troco de 1,7 milhões de euros


Desde então que Jan Oblak é rei e senhor da baliza dos colchoneros. Com muitas vozes a colocarem o jogador, de 27 anos, no topo da lista dos melhores guarda-redes do mundo. Numa altura em que o campeonato espanhol está de volta, depois da longa paragem devido à pandemia de coronavírus, Jan Oblak entra para a história da liga espanhola. O guarda-redes consegue fazer aquilo que ninguém tinha feito em tão pouco tempo.

Depois de golear o Osasuna por cinco golos sem resposta, Jan Oblak passou a ser o guarda-redes que precisou de menos jogos para chegar aos 100 jogos sem sofrer golos. Os números são ainda mais impressionantes se tivermos em conta de que o guardião precisou apenas de 182 jogos para alcançar estar marca. Principalmente quando estamos a falar de um campeonato muito competitivo e com muitos golos.

O recorde pertencia a Miguel Reina. O guarda-redes que passou por clubes como Barcelona e Atlético de Madrid necessitou de 222 jogos para conseguir o mesmo registo. Este feito remonta às décadas de 60 e 70, o que prova a dificuldade em atingir tal marca.

Semelhanças com Ederson


Como te disse, Jan Oblak foi emprestado ao Rio Ave, naquela que foi a última cedência antes do regresso à Luz. Não deixa de ser curioso que nessa época (2012/13) tenha sido colega de equipa de Ederson, que acabava de ser contratado ao Ribeirão e que já tinha passado pelas camadas jovens do Benfica. No verão de 2015, Ederson regressava ao Benfica. E tal como Oblak, foi uma lesão de Júlio César que fez com que o guarda-redes brasileiro assumisse a titularidade. Acabou por ser vendido ao Manchester City a troco de 44 milhões de euros. Hoje, ambos são vistos como dos melhores guarda-redes do mundo.

Sem comentários:

Publicar um comentário