22.2.21

instagram censura marca de lingerie devido a actividade sexual

Muitas são as marcas, das mais variadas áreas, que recorrem ao Instagram para promover os seus produtos. Esta é também uma das estratégias da Playful Promises. Aquilo com que a marca de lingerie não contava era com uma censura por parte da rede social. Que alegou actividade sexual para apagar, duas vezes, um dos conteúdos da marca.  

Foi na mesma rede social que a Playful Promises deu a conhecer o episódio. Aproveitando a nova publicação para se queixar da atitude tomada pelo Instagram. As fotos em questão mostravam modelos, incluindo o influencer Jake Dupree, a posar com peças de lingerie de reduzidas dimensões. Incluindo cinto-de-ligas, suspensórios e tapa mamilos. “Vamos tentar novamente. O primeiro post foi apagado devido a “actividade sexual”. Ainda que não envolva nada disso (as mensagens que recebemos diariamente são outro assunto). Foi novamente aprovado, novamente removido, o que nos levou a fazer alguns ajustes”, explica a marca. 

 

A publicação tornou-se viral contando, até ao momento, com mais de 13 mil gostos. E também com muitos comentários de apoio à marca que conta com 374 mil seguidores no Instagram. “Alguém tem de criar uma nova aplicação para partilhar fotos. O Instagram está a tornar-se cada vez menos coerente e começam a merecer ser cada vez menos relevantes”, escreve uma pessoa. Existem pessoas que também se queixam de censura e outras preferem elogiar as criações.






Sem comentários:

Publicar um comentário