12.2.21

tara gins, a ex-ciclista proibida de trabalhar com homens por causa de fotos sensuais

Tara Gins é uma antiga ciclista belga. Que vê agora o seu nome a correr mundo devido a uma polémica que envolve ciclismo profissional, homens e uma sessão fotográfica com uma certa dose de ousadia. Apesar de ter apenas 30 anos, a atleta já arrumou a bicicleta, colocando um ponto final na carreira de ciclista. Ainda assim, manteve-se ligada à modalidade, passando a trabalhar como dirigente de equipas femininas.  

Do seu currículo faz parte o papel de directora desportiva da equipa Driedaagse Brugge-De Panne. Tara Gins estava a desempenhar as suas funções de forma exemplar. Ao ponto de ter sido convidada a ocupar cargo semelhante numa equipa profissional masculina. A antiga ciclista estava empolgada com o desafio, até que alguém reparou numa sessão fotográfica um pouco mais ousada. Algo que fez o convite cair. 

 

“Não quero trabalhar com pessoas que não veem as minhas capacidades” 

 

“Tive um acordo verbal para começar a trabalhar como diretora desportiva de uma equipa masculina, onde trabalharia com os jovens atletas e com as elites. Era algo pelo qual esperava há muito, porque essa é a direcção que quero seguir”, começa por dizer. “Mas, aparentemente, alguém criou um problema à volta de algumas fotos minhas. Honestamente agora, depois de saber o que sei, nem me importo que o trabalho tenha sido cancelado. Provavelmente foi o melhor. Não quero trabalhar com pessoas que não veem as minhas capacidades e apenas seguem o rebanho”, acrescenta. 


 

Em causa, segundo relatos oriundos da Bélgica, estão fotos tiradas por Tara Gins para uma sessão fotográfica mais ousada para um calendário da Playboy. Imagens que a antiga ciclista tem vindo a partilhar nas redes sociais. “São fotos que não fazem mal ninguém. Mas aparentemente não são próprias para alguém que quer trabalhar em ciclismo”, lamenta Tara Gins.






Sem comentários:

Publicar um comentário