26.2.21

4 alimentos que não sabias que fazem mal ao fígado

No momento de escolher os alimentos que se inferem, muitos têm em conta as calorias. Ou outros benefícios associados para determinados aspectos. E nem sempre são tidos em conta os problemas que também podem causar. Motivo que levou o site Eat ThisNot That! a partilhar um artigo que se centra em quatro alimentos. Que têm em comum o facto de serem bastante populares e também o mal que fazem ao fígado.  

Segundo dados do Centro de Controle e Prevenção de Doenças, 4,5 milhões de americanos foram diagnosticados com doença hepática. Sendo que 20% sofrem de doença hepática gordurosa não alcoólica. Ou seja, que não está relacionada com o consumo de álcool. Pegando nestes dados, são apontados quatro alimentos que, de acordo com especialistas, podem ser bastante prejudiciais para o fígado. 

 

Bebidas alcoólicas não são as únicas que fazem mal ao fígado 

 

Refrigerantes 

De acordo com Ian Braithwaite, médico cofundador da Habitual, as bebidas adocicadas, especialmente os refrigerantes, podem causar danos ao fígado. “Em doses baixas, o intestino delgado lida eficazmente com a frutose. No entanto, em doses elevadas, pesquisas recentes mostraram que tal leva à toxicidade do fígado. Os alimentos com doses mais exacerbadas de frutose são aqueles que contêm açúcares altamente refinados”, diz, salientando os refrigerantes. 

 

Batatas fritas 

“As batatas fritas são ricas em gorduras saturadas. Dietas ricas em gorduras saturadas levam ao aumento da gordura hepática e resistência à insulina”, explica Leann Poston, médica no Invigor Medical. 

 

Molhos com açúcares escondidos 

“Por vezes as fontes mais perigosas de frutose são aquelas em que o teor de açúcar é menos óbvio, tais como ketchup e molhos de salada”, realça o médico. 

 

Óleo vegetal 

“O óleo vegetal, que contém omega-6, torna-se oxidado mais rapidamente com a cozedura e contribui para danos no fígado através de doença hepática gordurosa não alcoólica”, explica a enfermeira Kelly Cole que também é fundadora da empresa e marca de nutrição Energy to Thrive Tribe. A especialista refere ainda que “o óleo de coco não causará esses danos no órgão”. 

Sem comentários:

Publicar um comentário