12.2.21

hm9 sv, o relógio que custa 361 mil euros, mas que dá que falar pelo formato fálico

Dá pelo nome de Horological Machine No. 9, é conhecido como HM9 e é uma criação da MB&F que já foi descrita como louca. Até porque estou a falar de um relógio que vai buscar inspiração às turbinas dos aviões a jacto. Ainda assim, a edição mais recente – Sapphire Vision (HM9 SV) - está a dar que falar por outro detalhe.  

O HM9 SV destaca-se pelas duas rodas de equilíbrio que batem de forma independente nos dois flancos do corpo central do relógio. Este conta com uma caixa que se alonga em relação às peças laterais, possibilitando assim uma leitura estável do tempo. É certo que o objectivo é fazer com que se pareça com um motor de um avião, mas as comparações são outras. Muitos defendem mesmo que estamos perante a criação mais fálica da relojoaria do século XXI. 

 

Só vão ser produzidas 20 unidades do HM9 SV 

 

Comparações à parte, o HM9 SV é um relógio que impressiona qualquer pessoa. A caixa é feita com uma combinação de cristal de safira e titânio, contando ainda com ouro branco e ouro vermelho. As rodas laterais são calibradas de forma independente, para que batam em tempo diferentes. É resistente à água até uma profundidade de 30 metros.  

 

Só vão ser produzidas 20 unidades do HM9 SV. 10 com caixa com liga de ouro vermelho de 19 quilates e outros tantos com ouro branco. Quanto ao preço, cada um destes relógios custa a módica quantia de 361 mil euros. 


Sem comentários:

Publicar um comentário