17.1.21

netflix pode bater nos óscares recorde com 85 anos

Em ano de pandemia a Netflix pode entrar para a história dos Óscares, batendo um recorde que ninguém supera há 85 anos. Foi em 1937 que a Metro-Goldwyn-Mayer conseguiu cinco nomeações para Melhor Filme, naquela que foi a nona edição do famoso evento. Agora, o serviço de streaming pode conquistar o desejado galardão. Algo que não conseguiu fazer como filmes como O Irlandês, de Martin Scorsese e Roma, de Alfonso Cuaron.  

Recuando até à cerimónia de 1937, a MGM conseguiu tal façanha numa altura em que eram nomeados 10 filmes para a categoria. O vencedor foi O Grande Ziegfeld, que levou para casa três estatuetas douradas. Desde então que nenhum estúdio consegue superar o feito do estúdio que se gabava de ter mais estrelas do que o céu. A cinco meses da próxima cerimónia dos Óscares, especula-se que a Netflix poderá bater o recorde que se arrasta há décadas. 

 

Netflix pode ainda igualar outro recorde dos Óscares 

 

Olhando para as produções da Netflix, os críticos asseguram que Mank, de David Fincher e Os 7 de Chicago, de Aaron Sorkin estão garantidos no lote de filmes que irão estar a concurso. Ma Rainey’s Black Bottom, de George C. Wolfe é o próximo da lista. Aqui, um dos destaques vai para a prestação do falecido Chadwick Boseman, que muitos dizem ser o mais forte candidato ao Óscar de Melhor Actor. 

 

Com isto já vamos em três potenciais candidatos. Mas a Netflix não se fica por aqui. Ainda que os próximos dois entrem no patamar das grandes dúvidas. The Prom, de Ryan Murphy, é um musical e diz a história que este tipo de projecto divide muito as opiniões. Ainda assim, as críticas são muito boas. Segue-se Os 5 Bloods, de Spike Lee. Outro filme para o qual muitos olham com grande ambição. O Céu da Meia-Noite, de e com George Clooney, é apontado como o grande filme do actor e realizador. A seu favor Clooney tem o facto de estar muito bem cotado para a Academia. 

 

Pieces of a Woman é o último da lista. No filme de Kornél Mundruczó destaca-se a prestação de Vanessa Kirby. Apesar das boas críticas, poucos são aqueles que defendem que Uma Vida à Sua Frente, The White Tiger, Tudo Acaba Agora e The Forty-Year-Old Version consigam a nomeação para Melhor Filme.  

 

Netflix tirou partido do ano atípico para o cinema mundial 

 

Num ano atípico para os cinemas mundiais, a Netlfix acabou por tirar proveito do facto de as salas de cinema terem estado fechadas durante muito tempo. E de a retoma estar a ser lenta. Caso consiga bater o recorde que se arraste desde 1937, o serviço de streaming pode perseguir outro, que se mantém desde 1974. Foi nesse ano que, pela primeira vez na história, um estúdio dominou uma categoria por completo. A Paramount Pictures foi a única a ir a concurso na categoria de Melhor Guarda-Roupa. O vencedor foi O Grande Gatsby 

Sem comentários:

Publicar um comentário