17.1.21

estudo revela que uso de máscara pode determinar intensidade da infeção de covid-19

Ao longo dos últimos tempos foram sendo divulgados diversos estudos relacionados com o uso de máscara durante a pandemia de coronavírus. Em especial destacava-se o facto deste objecto de protecção individual acabar por proteger os outros. Esta era a grande convicção dos cientistas. Agora, surge um estudo que revela que o uso da máscara acaba por ser benéfico para a própria pessoa.  

De acordo com um novo estudo, o uso de máscara acaba por reduzir a quantidade de vírus que chega à pessoa. O que poderá fazer com que, em caso de infecção, o impacto da covid-19 seja muito menor. Isto significa que o vírus poderá continuar a espalhar-se pela população, levando à imunidade de grupo sem afectar as pessoas de uma forma tão severa como aconteceria sem o uso da máscara. Os cientistas acreditam mesmo que o uso da máscara é a principal razão da existência de tantos casos de pessoas assintomáticas. 

 

O novo coronavírus é transmitido quando uma pessoa infectada fala, tosse ou respira. Se as gotículas expelidas acabarem por parar na boca ou nariz, ou se forem inaladas, de outra pessoa, podem levar à infecção. O uso de máscara acaba por ser uma barreira para o vírus. A eficiência desta barreira está relacionada com o tipo de máscara utilizada. O que significa que é uma boa protecção para o outro. 

  

De acordo com um artigo publicado na Healthline, é a quantidade de vírus que determina a intensidade da doença. Quanto maior a dose, mais cedo aparecem sintomas e mais severa será a doença. Com base nesta ideia, Monica Gandhi, da University of California, Estados Unidos da América, defende que o uso da máscara ajuda a reduzir a intensidade da covid-19 de futuros infectados. Levando a que se transmita uma pequena dose do vírus, o que não acontece sem o uso de máscara. Algo que está comprovado com recurso a estudos recentes.  

 

A especialista refere também que países com um maior número de pessoas que usam máscara são aqueles que estão a ter níveis mais baixos (e controlados) de mortes e casos severos da doença. É por isto que Monica Gandhi defende o uso de máscara. Defendendo ser de extrema importância para ultrapassar a pandemia.

Sem comentários:

Publicar um comentário