19.11.13

afinal, é muito pior

Estou habituado a despedidas no aeroporto. Mas, por norma, depois dos beijos, abraços e palavras sentidas sou aquele que entra no avião. E que está sempre a olhar para trás para um último acenar de mão. Algo que tem sido proporcionado sobretudo pela minha vida profissional.

Hoje, foi diferente. Antes das quatro da manhã já o despertador tocava. Como em tantas outras vezes, lá fui para o aeroporto em horas menos próprias, quando boa parte do país ainda está a sonhar. Só que desta vez, depois das despedidas, fui eu que fiquei para trás. Fui eu que entrei no carro para regressar a casa. E, ao contrário do que pensava, é muito pior.

Nas viagens que faço custa-me partir. Fico com saudades do que deixo. Mas, custa muito mais ficar na realidade habitual sem a presença de alguém que nos diz muito. Saber que essa pessoa vai para outro país, noutro continente é algo que me causa um misto de sentimentos. É o desejo de que tudo corra bem. É o medo de que algo corra mal. E são as saudades e a vontade de que o relógio avance muito mais depressa do que o normal. E isto custa muito mais do que entrar no avião.

24 comentários:

  1. para quem vai é sempre melhor, porque vai-se distrair, vai conhecer coisas novas! Os que ficam apenas vivem a mesma vida de sempre, fazem as mesmas coisas de sempre, têm a mesma rotina! Custa ir sim, mas custa muito mais ficar!!!! Força para ti e para quem "deixas-te" ir...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem vai tem preocupações diferentes de quem fica. Espero que o tempo passe depressa.

      Obrigado.

      Eliminar
  2. É bom também sentir o outro lado.
    Faz-nos crescer, evoluir.
    Agora sabes o que ela já sentiu!
    vidademulheraos40.blogspot.com.

    ResponderEliminar
  3. Concordo: custa mais deixar alguém (de que gostamos) entrar no avião do que entrar nele.
    Vai correr tudo bem!
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que sim. Existem algumas coisas que me assustam mas tento não pensar nelas.

      Abraço

      Eliminar
  4. Como te percebo... que tudo corra bem..vai correr . Pensamentos positivos e força para ultrapassar a distância .

    Continuação de boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O relógio já está em contagem decrescente. E nesta altura agarro-me aos amigos.

      Boa semana :)

      Eliminar
  5. Percebo te bem . E vais ver que serve para valorizar ainda mais a pessoa em causa. Se ajudar pensa que a internet ajuda a encurtar distâncias , mesmo não trazendo o contato físico , lembra isso e que é bom sabermos que onde quer que esteja essa pessoa que te é querida, vai estar bem , e podem sempre fazer uma visita , mesmo noutro continente. Coragem e sorriso nessa carinha !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A pessoa não precisa de uma valorização ainda maior :)

      O skype já está instalado no telemóvel.

      Obrigado

      Eliminar
  6. Nunca ouviste dizer: " É sempre pior para quem fica!"...É verdade.
    jinhoooosssss e que corra tudo BEM!

    ResponderEliminar
  7. É, é...quando tiveres que deixar um filho na creche depois falamos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hmmm não vejo qual a relação de uma coisa com a outra. Deixar um filho numa creche custa mas nao tem nada a ver com dizer adeus por uma semana duas ou três à pessoa que amamos. Nao é pior nem melhor. é diferente. Por isso o desabafo do HSB faz todo o sentido e nao precisa de ser discutido so qd ele tiver filhos. mas isto é a minha opiniao, claro :)

      Eliminar
    2. Acredito que para os pais (sobretudo as mães) sejam complicados os primeiros dias em que deixam um filho numa creche. Porém, ao final do dia já estão com a pessoa. A mim, só o skype me ajudou ao longo destes dias.

      Eliminar
  8. Be Strong!
    Espero que passe rápido!
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  9. Bom dia ! Então Bruno a pessoa querida ( deduzi que fosse a tua esposa ) , chegou bem ? Esta tudo ok ? Espero que sim . E não esquece que estamos aqui no blog ou por mail , para te fazer companhia . Beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Eu odeio despedidas, seja de que forma for :/

    ResponderEliminar