26.10.19

filmes marvel: arte ou mera fonte de rendimento?

Hollywood tem uma nova polémica. E esta está relacionada com os filmes da Marvel, que têm orçamentos de milhões e que geram fortunas, parecendo dominar por completo aquilo que acontece na capital mundial do cinema. Será que estamos perante arte? Ou estes projectos são um mero produto, criado com base em algoritmos, que tem por objectivo ganhar o máximo dinheiro possível.

Esta polémica está a ser alimentada por diversos realizadores. Como é o caso de Martin Scorsese, Francis Ford Coppola, Ken Loach e Pedro Almodóvar. Do outro lado da controvérsia estão os actores que dão vida aos personagens dos filmes Marvel. Como é o caso de Jon Favreu, Karen Gillian e Robert Downey Jr.. E também Benedict Cumberbatch, o protagonista de Doutor Estranho. Que já comentou o assunto publicamente. “Sei que ultimamente tem havido um grande debate com cineastas muito bons, que defendem que estes filmes estão a assumir tudo, mas temos sorte como atores por conseguirmos fazer estes dois tipos de variedade, seja qual for a polaridade do orçamento”, começa por dizer.

Benedict Cumberbatch chega a apoiar a opinião manifestada por Martin Scorsese. “Não queremos um rei que governa tudo e tem um tipo de monopólio. Como sorte, este não é o caso, e nós deveríamos procurar apoiar os nossos cineastas, de todos os níveis”, prossegue. Deixando ainda o apoio aos filmes da Marvel. “É uma forma de arte. Embora seja desprezada por alguns, acho que requer muito trabalho duro e de alto nível. E a popularidade dos filmes fala por si mesma”, conclui.

Sem comentários:

Publicar um comentário