23.2.17

bauer don't lie

Há muito que sou fã de Kiefer Sutherland. Que para mim será sempre o eterno Jack Bauer de 24, uma das minhas séries de televisão preferidas de todo o tempo. E gosto deste actor porque faz parte do leque daqueles que gosto de ver em todos os registos que vão do herói ao vilão e do agente que salva um país até ao presidente desse mesmo país, neste caso os Estados Unidos da América.

Já tinha referido que estou rendido à Netflix. Muito por culpa de Narcos mas a verdade é que daí já naveguei até Homeland e para um vasto leque de filmes. Há muito que me fartei de conteúdos que não me dão o controlo que gosto de ter quando se trata de séries e de filmes. E por isso foi fácil ficar rendido a um serviço que me permite, por exemplo, rever e devorar em pouco tempo todos os filmes de Indiana Jones.

E foi a navegar na Netflix que me deparei com a sugestão de Designated Survivor, um exclusivo deste serviço que tem “Jack Bauer” como protagonista. Nesta trama, o actor dá vida a um Secretário de Estado que se vê no papel de Presidente norte-americano após um ataque. A verdade é que dou por mim a olhar para Kiefer Sutherland como o homem que vai resolver a situação. Mas, por outro lado, vai muito bem no papel de político. E isto basta para que já tenha ficado rendido a mais uma série.



Sem comentários:

Publicar um comentário