25.3.13

aparentemente simples. mas só aparentemente


Almocei à pressa para me dedicar às compras para o apartamento novo. A tarefa era comprar dois tampos de sanita e algumas lâmpadas em menos de uma hora. Algo aparentemente simples. Mas é mesmo só aparentemente. Pois comprar um tampo de sanita é tão complexo como comprar um fato para um evento xpto. A pessoa entra na loja. Dirige-se aos acessórios de water closet e depara-se com um corredor parcialmente dominado por tampos de sanita...

Existem os quadrados. Os ovais. E aqueles mais ou menos ovais do que os outros. Depois existem os brancos. Os pretos. Os amarelados. Os estampados. E aqueles que parecem aquários com peixinhos lá dentro. Como se isto não bastasse, alguns são feitos de plástico. Outros são feitos de mdf e forrados com uma folha não sei do quê. Depois existem aqueles que precisam de auxílio para fazer aquilo que as mulheres acusam os homens de não fazer. Ou seja, para baixar e voltar ao lugar de origem. E existem aqueles que são largados e que, sozinhos, vão ao lugar com suavidade.

A isto juntam-se as medidas. Da tampa. Do assento. Da largura do buraco. Da distância entre parafusos e mais não sei o quê. E assim, como quem não quer a coisa, a pessoa olha para o relógio e já passaram quase (ou mais de) trinta minutos e ainda está a analisar tampos de sanita. Nessa altura, surge uma dúvida: o que é feito da simplicidade?

Questão à qual respondo sozinho num monólogo protagonizado ao lado dos tampos de sanita. Digo que deviam ser distinguidos entre quadrados e ovais, com medidas universais para cada um dos modelos. E mais nada! Depois, lembro-me de que se assim fosse, começava a refilar, afirmando que não existia grande diversidade na escolha. Bem-vindos ao complicado mundo dos tampos de sanita.  

22 comentários:

  1. Sim tenho-me deparado com situações dessas outro dia era a cuba do lava loiças com tanta diversidade fiquei perdida e acabava por trazer algo que nem cabia por milímetros..depois resolveu-se . Perde-se com a multiplicidade é demais tal como dizes!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Coisas aparentemente simples são na realidade um mundo complexo.

      Eliminar
  2. Resolveste? O melhor é fazer o molde e levar, lol

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Comprei um e acho que hoje compro o outro. Isso do molde era bom :)

      Eliminar
  3. E não tinha daqueles que aquecem? Esses é que são fixes. Sentar o cuzinho num assento quentinho...

    ResponderEliminar
  4. Já me fizeste rir, mas imagino a dificuldade. Isso é uma forma de tentar agradar a gregos e troianos e acabam por baralhar todos. Chegaste a comprar?
    beijinho

    ResponderEliminar
  5. Ahahah! Bem vindo à diversidade dos tampos de sanita ;)

    ResponderEliminar
  6. Vês? É isso que as mulheres sentem SEMPRE que vão às compras ;)

    ResponderEliminar
  7. E eu que preciso de mudar o tampo cá de casa...acho que vou adiar!

    ResponderEliminar
  8. hahahaha
    Gostei tanto!!!! Tas a ver a coisa nao é facil de todo! Isto de se mudar de casa tem das suas coisas!!
    Ai meu deus que estou a marcar a munha mudança para daqui a mais ou menos um mês! :)
    Entao e as lampadas??? Chegaste a comprar ou gastaste a horinha toda so a admirar os tampos de sanita?? :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa sorte!

      Comprei as lâmpadas porque aí é mais fácil. Estas são apenas para iluminar a casa antes de colocar os candeeiros.

      Eliminar
  9. E aqui há tampos que deitam jactos para lavar as intimidades, que aquecem o assento... Tampos há volta de 400 ...lol

    ResponderEliminar
  10. É o que se chama perder tempo a tratar de assuntos de m*rda!....:-))

    ResponderEliminar