11.11.18

ninguém é normal - atypical

Tenho vindo a devorar as séries que vou descobrindo e pelas quais me vou apaixonando. O que me leva a procurar outras para ver e foi assim que descobri "Atypical", uma série original da Netflix. Descobri a série quando recebi um email profissional a anunciar a terceira temporada de "Atypical". Depois fiquei a saber que era da mesma autora de "Foi Assim Que Aconteceu", uma das minhas séries preferidas de sempre. Percebi ainda que era no mesmo registo, ou seja, episódios curtos de pouco mais de 30 minutos.

Já estava convencido a experimentar até que fiquei a saber a história da série. E a mesma gira em torno de um adolescente que é autista. Sendo que há um grande destaque para a sua família (pais e irmã) e para tudo aquilo que acontece na escola e trabalho. Pegar neste tema para uma série ligeira e divertida é sempre um grande risco. Algumas pessoas podiam gostar, mas outras poderia entender que não passa de gozo com um problema sério. Mas a verdade é que a série é genial.

Consegue abordar diversos problemas familiares e pessoais sempre com algum humor, algo que está ao alcance de poucas pessoas. A série está tão bem feita que já devorei a primeira temporada e pouco faltará para acabar a segunda. Como não quero abordar muito a história, deixo o trailer e a dica que é uma boa opção para quem procura algo novo para ver.



Digo ainda que o protagonista - Keir Gilchrist - que faz de Sam, merecia um prémio pela forma como dá vida a um personagem nada fácil. E acabo com uma frase dita na série: "ninguém é normal."

Sem comentários:

Publicar um comentário