24.10.13

coisas que não percebo

Existem algumas coisas que não consigo perceber. Parte delas estão relacionadas com o atendimento ao público. Por exemplo, pessoas que tiraram uma senha e que estão à espera do momento em que vão ser atendidas. Aguardam, aguardam, e aguardam. Olham para o número de atendimento. Chegam a respirar fundo porque ainda falta muito. Até que o seu número começa a aproximar-se. Quando falta apenas um ou dois números... afastam-se. Os funcionários começam a chamar outros números. Até que essas pessoas voltam a “gritar” que têm uma senha que já foi chamada.

Ou então outra situação. Frequente na secção de peixe fresco de um qualquer hipermercado, uma das zonas onde o atendimento costuma demorar mais tempo. Existem pessoas que observam a bancada detalhadamente enquanto aguardam pelo atendimento. Olham para o peixe. Aparentemente fazem a sua selecção. E aguardam pela sua vez. Até que chega o momento de serem atendidas. E nunca sabem o que querem levar. Parece que só nessa altura é que estão a ver os peixes disponíveis.

22 comentários:

  1. A segunda descrição está perfeita. E acontece em bastantes pontos de atendimento público... até no McDonald's!

    ResponderEliminar
  2. Como dizia o meu avô : " O ser humano é um animal complicado!"

    ResponderEliminar
  3. Acredite que é do pior que pode acontecer num hipermercado. Ainda ontem assisti a uma cena lamentável. Em que um senhor a quem devia ter corrido mal o dia, não gostou da demora do cliente ("ah e tal, não sei qual leve...") e quem ouviu foi a empregada, coitada, sem culpa nenhuma!

    ResponderEliminar
  4. É a vingança da anterior espera!!! eheheh

    ResponderEliminar
  5. A primeira nunca me aconteceu... Normalmente tenho pouca paciência para esperar nos serviços e ando sempre a correr por isso nunca me lembro de ter deixado passar a minha vez...
    Agora quanto à peixaria do supermercado já me aconteceu algumas vezes, umas porque queria saber o que era mesmo desse dia, outras porque simplesmente era final do dia e já estava de rastos que a única coisa em que conseguia pensar é que queria um peixe para meter no forno enquanto descansava um pouco antes do jantar! Não é por mal é mesmo porque por vezes o cérebro nos pára! Nunca te aconteceu?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo contigo. Muitas vezes o cérebro faz uma pausa quando não devia :)

      Eliminar
  6. Ora aqui estão duas coisitas que tbm não percebo!

    http://agatadesaltosaltos.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  7. Acontece muito nas entidades bancarias e na Zon...da-me vontade de chegar perto das pessoas em causa e lhes dizer: Se calhar devia deixar de comer tanta merd* ás colheres!! Grrrr

    ResponderEliminar
  8. Confesso que são situações que me irritam um bocado

    ResponderEliminar
  9. (Conseguiu com que eu agora desse uma boa gargalhada)
    Que Medo! No segundo ponto que referiu, parece que me está a descrever.
    Sou um mar de dúvidas. Que horror! :/ :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A sério? Trata-me por tu. Mas podes ficar descansada que não sou dos que refilam :)

      Eliminar
  10. Confesso que há dias em que o atendimento ao público me deixa os nervos em franja... Imagina que entra uma pessoa, eu cumprimento-a, chamo-a e ela ignora-me completamente. Tenho que chamar novamente, e novamente, até que diz: Oh, mas não está ali o meu número, eu sou o 234. Isto mil vezes ao dia... Apetece-me perguntar se está a ver fantasmas, porque não está mais ninguém à espera... (Não sei se me irritam mais os clientes ou os colegas que não carregam no botão para actualizar as senhas...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredito que não seja nada fácil. Até porque também já tive de atender pessoas.

      Eliminar