17.10.13

gente porca sem limites

Infelizmente, poucas pessoas têm hábitos higiénicos no que diz respeito à utilização de uma casa-de-banho. E nem me refiro apenas às públicas. Incluo também as casas-de-banho dos locais de trabalho. Perante a ausência dos hábitos que referi, que passam sobretudo pela boa-educação e respeito pelos outros, existem coisas que não me espantam. Enojam-me, mas não me surpreendem. E nem vale a pena mencionar o tipo de coisas a que me refiro.

Mas existem coisas que ainda me conseguem surpreender. Por exemplo, o que leva uma pessoa a colar macacos (muitos mais do que possam imaginar) nas paredes e portas das casas-de-banho do local onde trabalha? Quem consegue explicar este fenómeno? Serão artistas que escolhem as paredes do wc para dar vida às suas obras de arte? É que não consigo vislumbrar um único objectivo para esta atitude.

Outra coisa que já não me surpreende é aquilo que elas conseguem fazer numa casa-de-banho. Durante muito tempo tive a ideia de que esta falta de higiene era exclusiva deles. Que elas eram muito mais asseadas. Até que comecei a ouvir lamentos de mulheres. Histórias de verdadeiros cenários de guerra encontrados nas casas-de-banho. Muitas vezes são elas que garantem que as mulheres conseguem ser muito piores do que os homens.

Só resta saber se estas pessoas também são assim em casa. Se vivem em autênticas pocilgas onde os quadros e as molduras com fotografias dão lugar a obras de arte criadas com macacos. Ou se, por outro lado, são uns ditadores da higiene que andam sempre de algodão em riste para inspeccionar a sujidade caseira e que obrigam as visitas a descalçarem-se à porta para não sujarem a casa.

44 comentários:

  1. Ah sim...conheço! E quanto às casas de banho das mulheres uma coisa te garanto: já preferi ir a um wc masculino ao invés do feminino pois estava muito mais limpo e asseado. Não te passa pela cabeça aquilo que uma mulher às vezes encontra...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tal e qual como diz a Liz! Sinto vergonha ao pensar que possam pensar que posso ser eu a deixar o wc no estado em que ele está muitas vezes...
      Aliás, até chego a ir ao wc da Administração, só para ver se algum dia alguém me pergunta alguma coisa... Mas até agora nada...

      Eliminar
    2. E eu a pensar que as mulheres eram mais asseadas.

      Eliminar
    3. Eu também pensava que sim e até pensava que me tinham calhado as piores lá no trabalho, mas pelo que li aqui, já vi que não. De qualquer forma não ajuda a aceitar em nada o que tenho de ver regularmente (e somos 6 mulheres, imagina se fosse mais!)

      Eliminar
  2. Só posso dizer uma coisa: BLHÉC!!

    ResponderEliminar
  3. Infelizmente, e custa-me dizer isto porque também sou mulher, as mulheres são muito menos assedas do que os homens, pelo menos em relação à utilização de casas de banho. Eu trabalho num Hotel e quando existem eventos, posso garantir que as casas de banho das mulheres está 1000 vezes mais suja do que a dos homens. É "triste" mas é uma realidade.
    Kiss :-) Gosto muito do Blog.....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não compreendo esta falta de educação.

      Obrigado pelas tuas palavras. Volta sempre que quiseres :)

      beijos

      Eliminar
  4. Num dos WC femininos do edifício onde trabalho foi preciso colocar avisos para que as senhoras tratassem da higiene dos pés em casa, dado que era frequente ver peles e restos de calos no chão, na sanita, etc. Para mim, foi inédito. Isto não se repetiu mas continua a ser um espaço verdadeiramente nojento (apesar de termos empregadas de limpeza o dia todo).

    ResponderEliminar
  5. É verdade que o wc feminino é um autêntico cenário de guerra. Não percebo como conseguem pô-lo assim e também me faço a mesma questão: também serão assim em casa? Enfim.

    ResponderEliminar
  6. Felizmente aqui no escritório temos pessoas asseadas, nunca encontrei esses cenários de guerra, o mesmo já não posso dizer doutros locais...
    vidademulheraos40.blogspot.com.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aqui existem muitos funcionários e muitas casas-de-banho mas os macacos moram em todas.

      Eliminar
  7. Colar macacos?!! Li bem?! Disso nunca vi...acho que nem no secundário. No tempo de escola, a moda eram as mensagens e desenhos nas portas! E a chamar isto e aquilo a não sei quem! Eheheh
    Se há coisa que prezo, a higiene é uma delas!!

    http://agatadesaltosaltos.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só não tiro foto para te enviar porque nunca mais falavas comigo ;)

      Eliminar
  8. Que nojo ;x

    pequenaflordemaracuja.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  9. Posso dizer que já dei por mim a apanhar papeis do chão em casas de banho publicas. Acho uma enorme falta de educação quem não tem hábitos básicos de higiene! O exemplo está sem duvida nas casas de banho.

    ResponderEliminar
  10. Ai credo cruzes canhoto, que nojo me meteste. :(

    ResponderEliminar
  11. :S que nojice...aqui no trabalho não tenho problemas desses felizmente! Sou a única mulher, e por isso a casa de banho feminina está sempre como eu a deixei, limpa! A dos homens também não se encontra em mau estado, está muito limpa, visto que eles deixam sempre a porta aberta quando saem e mesmo que não queira vejo a "limpeza" xD

    Mas eu posso estar apertadinha para ir à wc, mas se ela estiver toda porca te garanto que a minha vontade passa logo...sou uma esquisitinha nessas coisas! :S

    ResponderEliminar
  12. Para mim é um fenómeno inexplicável!
    Bjs
    Maria

    ResponderEliminar
  13. Também gostava de entender esse fenómeno nojento. Mas dúvido que alguém desleixado em público seja um primor na sua própria casa...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas eu acredito que em casa são as pessoas mais asseadas do mundo.

      Eliminar
  14. Do que te foste lembrar...e sim...chego-me a convencer que um wc feminino é mil e uma vezes pior do que o dos homens :(

    ResponderEliminar
  15. Eu penso que a nossa personalidade e modo de estar na vida se reflecte nas várias esferas do dia-a-dia. Por isso, julgo que as pessoas com esse tipo de comportamento devem ser iguais nas suas casas!

    Estou a gostar do blogue. Parabéns.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É bem visto. Mas muitas vezes acredito que são o oposto em casa.

      Obrigado pela simpatia. Volta quando quiseres que tens uma cadeirinha para ti :)

      Eliminar
  16. ...eu tb ja vi coisas no meu trabalho que me custa a crer que uma mulher possa fazer algo do género, mas na verdade fazem ...são porquinhas...até ja apanhei quem saia sem lavar as mãos!!!!Pois!

    Isto arrepia-me, mas essas são as mesmas que mandam os filhos para o colegio sem banho ou sem trocar a fralda do dia anterior (que fora previamente marcada), ou a quem as educadoras têm que trocar o body interior porque tem mais que 2 ou 3 dias....enfim!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso das mãos é muito comum. E muito porco!

      O que contas é muito mau.

      Eliminar
  17. Já vi dedadas de cócó nas paredes!!! NOJOOOOOOO!

    Felizmente, onde trabalho, as coisas não são assim!

    ResponderEliminar
  18. Foda-se!!!Eu sei que esse tipo de gente em casa são higiénicas e que gostam de terem a casa arrumadinha mas nas casas-de-banho públicas não se importam de sujarem porque acham que não há problemas nem com as empregadas de limparem tudo.O cheiro imundo é insuportável que nem dá vontade de entrar!!!
    HSB agora imagina nos hospitais...

    ResponderEliminar
  19. Realmente já ouvi relatos nojentos de mulheres sobre o estado de WC's públicos femininos. Mas o que li nestes comentários enojou-me muito :S
    Há gente muito porca, de facto :S

    ResponderEliminar
  20. O mal é de todos, no meu local de trabalho padecemos do mesmo mal, e o pior, usamos todos a mesma casa de banho, homens e mulheres... Pior é quando fazem as necessidades e acham que tem de deixar pinturas rupestres.
    Outra coisa que me enoja é falta de banho, odores por causa da falta de higiene, grrrrrr... um banho por dia nem sabem o bem que lhes fazia (aos homens do escritório onde trabalho).

    Abraço
    Sairaf

    ResponderEliminar