27.6.12

a dificuldade das palavras


Por experiência própria, já percebi que os jogadores de futebol estão formatados para responder a pouco mais do que aquelas perguntas típicas de final de jogo. Mais do que isso é pedir muito a quem faz carreira com os pés. Mesmo assim, há limites. Limites esses que o Hugo Almeida parece desconhecer. Quando lhe perguntaram o que era necessário fazer para ganhar à Espanha, o avançado respondeu: “marcar golos.”

Não deixa de ser um facto que sem golos ninguém ganha jogos. Mas será que o Hugo Almeida não consegue dar uma resposta mais elaborada. Quanto a vocês, não sei mas nestes casos fico sempre com a ideia de que a pessoa demonstra ser pouco inteligente com uma resposta destas. Ou isso é quer fazer das pessoas burras.

35 comentários:

  1. Para mim a frase que eles todos usam e que me leva á loucura :
    "fomos/somos iguais a nós próprios"............
    hellooooooooooo?????????????
    ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O pior é quando entram nos prontoS e afins. E a fungarem enquanto falam e a fazer barulhos com a boca :)

      Eliminar
    2. Agora já não podem fungar?? e se sofrem de sinusite?

      Eliminar
    3. Aquele fungar e coçar a cabeça está ligado ao que escreves em baixo. Não sabem falar em público e só dizem asneiras.

      Eliminar
  2. esqueceu-se do não sofrer golos tb :) LOL

    Depende, penso que alguns até são inteligentes.
    Devem sê-lo para conseguirem visualizar e interpretar as jogadas.

    Acho que o que falta é mesmo o dom da oratória.
    Em Portugal não somos incentivados a falar em público. É normal que se acanhem.

    Há uns anos, uma colega minha desmaiou, ao apresentar um trabalho de grupo frente à turma, simplesmente porque era acanhada e os nervos tomaram conta dela.

    Nos EUA, aprendem desde miúdos a discursar, a ter orgulho, a alimentar a ambição. Coisas que aqui são mal vistas. Gostamos dos coitadinhos, depois vem este HSB criticar a humildade do rapaz! (just kidding)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também assumo que há jogadores inteligente e felizmente dou-me com alguns como já entrevistei outros inteligentes.

      O que garanto é que tenho que dar sempre a volta ao texto porque senão as pessoas pensam que eles são burros pela forma como falam.

      Por exemplo, acho o Futre inteligente. A maneira como fala e expressa as suas ideias fazem com que pareça o homem mais burro de Portugal.

      Lá está, tem a ver com o que dizes. Não são ensinados a falar em público.

      Eliminar
  3. Ultimamente, tenho tido dificuldade em decidir quem é menos inteligente, se são os jogadores de futebol ou os repórteres que os entrevistam. No caso dos primeiros, não têm de ser obrigatoriamente bons com as palavras, a profissão deles é outra, no caso dos segundos, parece-me grave o nível de idiotice presente em algumas questões.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Colocas uma boa questão. Há perguntas muito fora! Contudo, acho que eles devem ser um pouco mais inteligentes nas suas respostas, pela imagem que passam para milhões de pessoas.

      Eliminar
  4. São tão fofinhos, nunca me vou esquecer do João Pinto ter dito dito, a respeito de um golo, que "joguei com o pé que estava mais à mão". Não podem ser perfeitos, agora já não tem piada... já aprendeu a lidar com a comunicação social. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E o João Pinto do Porto que disse: "o clube estava à beira do precipício mas tomou a decisão correcta. Deu um passo em frente"

      Eliminar
    2. Não me lembrava dessa. À tua conta meia esplanada ficou a pensar que sou louca...

      Eliminar
    3. Pagava para ver :)

      Então toma lá mais uma, esta da autoria do mítico Gabriel Alves, a narrar um jogo para a RTP.

      "Lá vai Paneira no seu estilo inconfundivel... não... É Veloso"

      Eliminar
    4. Ahahah
      Já chega :)

      Eliminar
    5. Não me ocorre mais nada para dizer sobre este tema... Glup... se calhar sou um jogador de futebol...

      Eliminar
    6. eu também já fui e adoro brincar com isto :)

      Eliminar
  5. Grande parte dos jogadores não têm formação, daí as respostas pouco inteligentes e directas... Uma pessoa fica logo a pensar se ouviu bem ou não.
    Mas acredito que também hajam jogadores inteligentes e com vontade de saber mais... ^^
    Vamos ver se à noite há os tais golos que o Hugo Almeida referiu...lol :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que eles próprios deviam investir na sua valorização pessoal e não apenas nos carros e roupas. Espero que sim, que o Panzer Alemão marque golos

      Eliminar
  6. O que falta a muito deste meninos da "bola" é ler, escrever. Se lessem em vez de andar a cuidar sempre da aparência, dos carros, das meninas(deverá haver excepções)concerteza conseguiriam argumentar e responder de outra forma.

    A falta de vocabulário vem da falta de leitura, escrita interacção... Não fazia mal nenhum eles estudarem! A vida de futebolista não dura sempre e nem todos têm a sorte do Vítor Baía, Figo(...).

    Gosto quando eles estão naquele impasse em que não sabem que dizer e vão contra tudo o que lhes foi questionado. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando não sabem o que dizer, dão sempre as mesmas respostas, seja qual for a pergunta :)

      Eliminar
    2. Isso é verdade, e ninguém melhor que tu para dizeres isso.:P

      Eliminar
  7. As fungadelas e o discurso de que a equipa está "pseudo-unidos". Deviam ter todos formação em como falar bem perante os jornalistas. Bom post.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado! também acho que deviam ter uma espécie de formação. Só lhes fazia bem!

      Eliminar
  8. Eu compreendo o que dizes, mas convenhamos que também existem jornalistas que fazem perguntas um pouco estúpidas... Tão estúpidas que até nos interrogamos se estarão na profissão certa!! É importante que não se generalize...

    ResponderEliminar
  9. Claro. Eu num comentário já defendi que existem jogadores inteligentes. Quanto aos jornalistas desportivos, defendo que criam uma relação de proximidade com alguns jogadores e nunca entram em confronto com eles. À parte disso, fazem sempre as mesmas perguntas. Não ousam nas perguntas. São raros os casos.

    ResponderEliminar
  10. Olha, eu vi a conferência do Custódio e gostei de ouvi-lo falar! Não deu uma entrevista com muitos floreados e muito elaborada mas teve coerência no que disse e respondeu a tudo o que lhe foi perguntado com clareza e de forma assertiva!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu vi uma entrevista dele e também fiquei com essa sensação. Gostava era que fossem todos assim. Só lhes ficava bem.

      Eliminar
  11. Não imaginas as vezes com que me deparo com esse género de respostas de homólogos do Hugo Almeida...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então e eu? As voltas que tenho de dar a muitos dos meus textos...

      Eliminar
  12. Somos ambos "experts" na matéria ;)

    ResponderEliminar