7.11.16

humildade e arrogância

Na formação que estou a ter foi dado o exemplo de uma grande associação nacional que decidiu que desejava fazer algo. Porém não tinham conhecimento para fazer o desejado. Sabiam o que queriam mas tiveram a humildade de assumir que não sabiam como fazer. Considero este gesto raro. E enalteço todas as pessoas que têm capacidade para assumir algo deste género.

Quando isto foi dito pelo formador acrescentei algo à conversa. Expliquei que pior do que a falta de humildade para dar esse passo é a arrogância de que tudo se sabe. A arrogância do quero, posso e mando. Que infelizmente não é raro. É bastante comum. Até porque muitas pessoas pensam que a humildade da falta de conhecimento é sinal de fraqueza quando na realidade é sinal de inteligência.

Quando expliquei o meu ponto de vista o formador falou-me das pessoas com quem trabalha (trata-se de um funcionário de um grande canal nacional). E explicou algo que não me surpreende. Que os arrogantes por norma são os profissionais com mais lacunas. São os mais “fracos” no que à qualidade diz respeito. Ao contrário dos humildes, aqueles que triunfam mais facilmente. Isto não me surpreende porque olho para isto como uma regra básica da vida.

Se não sei, peço ajuda. Não digo que sei apenas por orgulho (ou por considerar que sou fraco se assumir a falta de conhecimento) para depois fazer asneira com algo. Mas infelizmente isto é raro. Existem cada vez mais pessoas que sabem tudo sobre tudo. Muitos são até os melhores que existem em todas as áreas. E se alguém pede um pouco de humildade é logo visto como arrogante.

Sem comentários:

Publicar um comentário