30.8.18

chegou a hora do até já e da mudança

Tenho o hábito de almoçar com um grupo de amigos uma vez por semana. Já fomos a vários espaços mas há muito que começamos a frequentar um pequeno café que consegue ter quatro ou cinco pratos do dia.

O convívio entre nós é o que mais importa. Muito mais do que a comida. Mas ali encontrámos comida muito boa e uma família extraordinária que nos acolheu como fazendo parte deles. E não há melhor do que isto para esquecer os problemas do trabalho e da vida. O tempo ali passado vale ouro.

Infelizmente, há uns meses surgiu a notícia de que ia fechar o espaço. Ficámos tristes mas felizes com o facto de nunca mais acontecer. Foram passando as datas e nada de fecho. O que nos levou a acreditar que a reunião semanal continuaria a ser ali.

Até que chegou a triste notícia. Vai mesmo fechar. E já! É certo que nós vamos continuar a juntar noutro espaço, mas fica o vazio de não ser na companhia de uma família que nos trata tão bem. Que nos faz sentir melhor do que no mais luxuoso dos restaurantes.

Fico triste, mas feliz. Porque quero acreditar que é a melhor decisão para a família. Só posso desejar tudo de bom para o Jorge (um cozinheiro de excepção), tal com a D. Paula. E também para o Xerife Sr. Artur: "bebida é comigo". É um até já!

Sem comentários:

Publicar um comentário