4.3.21

sanjo une esforços com a burel moutain originals para criar ténis especiais

Se falarmos de burel existe uma elevada probabilidade de rapidamente começares a pensar em samarras, capas e mantas. Até porque é o uso mais comum deste tecido específico. Agora, passas também a poder encontrá-lo nos ténis da Sanjo. Algo que resulta de uma parceria da marca portuguesa de calçado com a Burel Mountain Originals.  

Esta parceria resulta na renovação dos famosos modelos K100 e K200. Que a partir de agora passam a ter o tecido de lã proveniente de ovelhas bordaleiras da Serra da Estrela, impermeável e altamente resistente, a acompanhar a característica sola de borracha. Os dois modelos estão disponíveis em verde seco, lilás e bege. Quanto a tamanhos, vão dos 35 ao 46. No que a preços diz respeito, as novidades começam nos 74,50 e vão até aos 79,50. A nova aposta está a ser um sucesso tão grande que alguns números estão mesmo esgotados. 

 

Os novos modelos da Sanjo estão disponíveis em verde seco, lilás e bege 

 

Foi em 1933 que foram fabricados os primeiros ténis Sanjo, na Companhia Industrial de Chapelaria, em São João da Madeira. O pico de popularidade chegou nos anos 1940 e 1950. Ao ponto de a marca ser a principal de calçado desportivo no nosso País. Em 1996 foi anunciado o fim da Sanjo. Que um ano depois foi comprada, ganhando nova vida. Já em 2019 é adquirida por um grupo empresarial de Braga. Que chegou com a missão de ter “uma produção totalmente portuguesa e trabalhando com uma fábrica em Felgueiras”, pode ler-se no site da marca. Assim, “a Sanjo torna-se novamente made in Portugal”.


Sem comentários:

Publicar um comentário