20.5.20

christian bale e 10 transformações físicas que te deixam de boca aberta

Christian Bale é um dos meus actores preferidos. Por exemplo, olho para ele como o melhor Batman de sempre. Agora, vamos recuar um pouco no tempo. Pouco depois de serem conhecidas as nomeações para os Óscares de 2019, Christian Bale veio a público fazer um pedido de desculpas à mulher. Em causa estavam as impressionantes transformações físicas que marcam a sua carreira. "Não é justo para ela", disse, referindo-se à modelo Sibi Blazic. O actor britânico, de 46 anos, dizia mesmo que era algo que teria os dias contados.

"Não posso continuar. Realmente não posso. A minha mortalidade está a começar a encarar-me", disse ao Sunday Times Magazine. Só que Christian Bale acabou por não cumprir com a promessa. E voltou a submeter-se a uma transformação física para fazer parte do elenco de Le Mans '66: O Duelo, filme que chegou às salas de cinema portuguesas em Novembro de 2019.

"A minha mortalidade está a começar a encarar-me"


É certo que não choca a imagem que o actor apresenta na pele de Ken Miles, um engenheiro e piloto inglês de corridas de carros desportivos. Mas convém não esquecer que Christian Bale tinha acabado de dar vida a Dick Cheney em Vice, filme em que aparece com excesso de peso e cujo desempenho lhe valeu uma nomeação para o Óscar de Melhor Actor. Este é apenas o caso mais recente de uma já longa lista de transformações físicas a que Bale se submeteu ao longo da carreira. Daquilo que tem feito, destaco 10 momentos.



American Psycho (2000)
Neste filme teve de lidar com aquela que considerou ser uma das dietas mais restritivas da carreira. O actor confidenciou que não havia o dia do lixo, explicando que a sua obsessão com a comida estava relacionada com o lado superficial e narcisista do personagem.

O Maquinista (2004)
Christian Bale perdeu mais de 27 quilos em apenas quatro meses. As filmagens começaram com o actor a pesar 54,4 quilos, ainda que o seu desejo fosse baixar até aos 45. Os produtores negaram devido aos perigos para a saúde do actor. Chegou a escrever-se que manteve uma dieta que consistia em água, uma maçã e uma chávena de café por dia.

Batman – O Início (2005)
É o filme que assinala a estreia no papel. Mais do que ganhar músculos, Bale tinha como pressão adicional o facto de ter acabado de filmar O Maquinista. Cinco meses separaram o final das filmagens de um com o início de outro. Bale revelou que ganhou peso a comer gelado e pizzas, ainda que tivesse sido aconselhado a começar pelas sopas, devido ao processo do filme anterior. Também treinou para ficar com o corpo trabalhado.

O Cavaleiro das Trevas (2008)
Não é a transformação mais impressionante, mas merece destaque. Preocupado na velocidade, agilidade e resistência, teve de ganhar algum peso. Nessa altura, fazia refeições mais pequenas a cada duas ou três horas.

The Fighter – Último Round (2010)
Este é o papel que valeu a Christian Bale o Óscar de Melhor Actor Secundário. Teve de perder quase 14 quilos para dar vida a Dicky Eklund, uma antigo lutador de boxe que tinha problemas com drogas. Neste caso, o actor perdeu peso com recurso ao desporto. Disse que corria que nem um louco e que se sentia saudável.

O Cavaleiro das Trevas Renasce (2012)
Foi a última vez que deu vida a Batman e o papel diferenciava-se dos dois anteriores. O que significa que não precisou de treinar tanto. Ainda assim, merece aparecer na lista, até pelo papel que interpretou anteriormente.

Golpada Americana (2013)
Para este filme, Bale teve de engordar mais de 18 quilos. Na altura disse que comia muitos dónutes, hambúrgueres com queijo e basicamente, tudo o que lhe aparecesse à frente.

Exodus: Deuses e Reis (2014)
Vendo o filme, não ficamos impressionados pela imagem física com que Christian Bale aparece a dar vida a Moisés. Mas o actor só teve perto de 6 meses para perder o peso que ganhou para Golpada Americana. Neste caso, Bale socorreu-se do desporto, como era o caso da natação e corridas.

Vice (2018)
Parece uma espécie de regresso ao passado. Tal como tinha acontecido em Golpada Americana, Bale teve de ganhar mais de 18 quilos para dar vida a Dick Cheney. Além de comer muitas tortas, submeteu-se a exercícios específicos para engrossar o pescoço.

Le Mans '66: O Duelo (2019)
É mais um daqueles casos em que parece não existir uma grande transformação. Mas convém não esquecer que o actor teve de perder o peso que ganhou para Vice. Além disso, deparou-se com outro problema: caber nos carros do filme. O que fez com que tivesse de perder mais peso do que tinha pensado. Bale acabou por perder mais de 31 quilos, algo que impressionou Matt Damon, a outra estrela do filme.

Sem comentários:

Publicar um comentário