21.4.20

vários países recomendam masturbação enquanto durar o surto de coronavírus

Primeiro, avanço com um dado científico. Que passa pela ausência de estudos que provem que o sexo é uma das formas de transmitir o coronavírus. Por outro lado, as pessoas estão a ser aconselhadas ao isolamento social. Evitando assim estar junto de outras pessoas. Como tal, acho que não espanta ninguém se disse que existem países que estão a recomendar a masturbação durante a pandemia de coronavírus. Até porque estamos a falar de uma prática sexual segura, pelas razões óbvias. Se estás curioso em relação aos países que estão a aconselhar esta técnica de prazer individual, digo-te que são os Estados Unidos da América e a Colômbia.

"O ABC sobre as relações sexuais e doenças por coronavírus" é o título do documento partilhado pelas autoridades colombianas. Neste pode ler-se que o sexo anal não é de todo recomendado. Isto porque o vírus está presente nas fezes. E neste tipo de sexo existe a possibilidade de entrar em contacto com as fezes da parceira.

Existe também a informação de que não existe qualquer problema com o sexo vaginal. Desde que seja sempre utilizado preservativo. Sendo que aquela que é avançada como prática segura é a masturbação. "Esta é uma forma de obter prazer sexual sem implicar contacto directo com outras pessoas. Se utilizar brinquedos sexuais, assegure-se de lavá-los com água e sabão", pode ler-se no documento. Que é em tudo semelhante aquele que tinha sido partilhado em Nova Iorque, Estados Unidos da América.

Sem comentários:

Publicar um comentário