25.3.20

hamilton psr inspira-se no design do primeiro relógio digital do mundo

Certamente não fará parte da memória de muitas pessoas que passam aqui pelo blogue. Falo do relógio Hamilton Pulsar, que foi lançado nos anos 70. E que esteve nos pulsos de muitas estrelas, como é o caso Jack Nicholson, Keith Richards, Joe Frazier e Elton John. E o que tinha de especial? Este era o primeiro relógio digital do mundo.

Para se ter uma ideia, foi apresentado numa conferência a 6 de Maio de 1970. Que teve lugar no restaurante The Four Seasons, em Nova Iorque, Estados Unidos da América. O mundo ficava assim a conhecer o o primeiro relógio do mundo sem partes móveis nem o mítico som de tique-taque. Foi também dado a conhecer ao mundo no The Tonight Show com Johnny Carson. O Hamilton Pulsar P1 acabaria por chegar ao mercado em 1972, num estojo almofadado e uma pulseira de ouro amarelo de 18 quilates. Na altura custava mais de 1900 euros e Elvis Presley foi um dos primeiros a comprar uma das 400 unidades de edição limitada.

Depois desta viagem no tempo, digo que agora chega ao mercado o Hamilton PSR, relógio que vai buscar inspiração ao design do Hamilton Pulsar. O novo modelo leva-nos a viajar para a era espacial, que estava na moda na altura do lançamento do primeiro modelo. O Hamilton PSR está disponível em duas versões. Uma de aço inoxidável comum e outra com o aço inoxidável revestido com PVD de ouro amarelo. Esta última é uma edição especial, limitada a 1970 unidades. Número que faz referência ao ano em que o Pulsar chegou ao mercado.

Ambas as versões contam com movimento digital de quartzo, caixa de 40,8 mm e mostrador de cristal de safira com revestimento anti-reflexo. São resistentes à água até uma profundidade de 100 metros. O mostrador tem um ecrã híbrido que mistura LCD reflexivo com tecnologia OLED emissiva. Ao pressionar um botão irá acender os números OLED vermelhos, enquanto o visor LCD faz com que a hora esteja sempre visível à luz do dia.

Quanto a valores, a versão mais simples tem um preço de 680 euros. Já a edição limitada, em ouro amarelo, custa qualquer coisa 909 euros.







Sem comentários:

Publicar um comentário