18.3.20

fica a saber o que os médicos têm a dizer sobre as corridas ao ar livre nesta altura

Não é segredo para ninguém que nos têm pedido para ficar em casa o maior tempo possível. Saindo apenas para tarefas essenciais, como idas às compras para bens alimentares, idas à farmácia e ao médico (em casos de necessidade inadiáveis), para dar três exemplos. Ainda assim, muitas pessoas insistem em sair para fazer coisas como praticar desporto, nomeadamente correr. Algo que, por exemplo, vejo da minha janela.

No modo a ajudar essas pessoas, bem como as que têm dúvidas sobre os perigos deste cenário, partilho a opinião de um médico. Mais especificamente, David Nieman, professor assistente na Escola de Saúde Pública da Universidade de Nevada, em Las Vegas, nos Estados Unidos da América, que esteve à conversa com a Men's Health. E o profissional de saúde começa por dizer que é seguro estar no exterior, referindo-se à transmissão de vírus (e, acredito eu, estando a pensar no cenário de corridas com poucas pessoas), mencionando ser igualmente seguro correr ao ar livre.

"O melhor plano de corrida neste momento é correr na companhia de um amigo saudável ou de um pequeno grupo de pessoas e aproveitar a paisagem", argumenta. Sendo que aconselha que exista alguma distância entre as pessoas e que não toques em ninguém. Assim que chegares a casa deverás lavar imediatamente as mãos. Esquece também o toque em botões de semáforos. É certo que o coronavírus não aguenta muito tempo em objectos que estão no exterior. Mas imagina que uma pessoa infectada acabou de carregar no botão? Por isso, se tens este hábito, usa luvas, a manga da camisola ou mesmo o cotovelo.

David Nieman aconselha ainda que pratiques exercício físico durante esta altura. Algo que deverás fazer com uma duração de 30 a 60 minutos. Até porque o exercício físico ajuda a que o sistema imunitário afaste os vírus. Excepto se estiveres adoentado. Aí, de acordo com o médico, não é boa ideia treinares.

Sem comentários:

Publicar um comentário