12.2.20

gabriela viceconti e uma estranha (e bonita) história de amor

Quando era miúdo tinha o sonho de ser jogador de futebol. Queria jogar no meu Benfica e passar pelo campeonato inglês, aquele que considero ser o melhor do mundo. E tenho vários amigos que tinham o sonho de jogar futebol profissionalmente. Aliás, este sonho ainda será popular entre os mais novos. Aquilo que duvido é que exista alguém que sonhe ser apanha-bolas.

É aqui que entra Gabriela Viceconti. Esta jovem brasileira tem como grande paixão ser apanha-bolas. Algo que fazia frequentemente em estádios de Porto Alegre, no Brasil, zona onde joga o Internacional, clube que faz bater o seu coração com outra intensidade. E foi o coração que fez com que Gabriela deixasse de lado a sua paixão.

A brasileira mudou-se de armas e bagagens para Portugal para vir acompanhar Murilo, jogador brasileiro que jogou no Tondela, Rio Ave e que agora defende as cores do Paços de Ferreira. Gabriela Viceconti tem sido o grande apoio do namorado, o que significa deixar para trás algo que ama fazer. Saudade é a palavra que usa com frequência quando partilha imagens, nas redes sociais, em que aparece a fazer o que mais gosta.






Sem comentários:

Publicar um comentário