4.2.20

du-zen-tos milhões!!!

Ainda me recordo dos tempos em que Cristiano Ronaldo estava longe, muito longe de ser um fenómeno no Instagram. E não se trata de um passado muito recente, até porque já era um rei no Facebook, para dar um exemplo. O camisola sete da Juventus começou então a apostar no Instagram e agora faz história. Cristiano Ronaldo torna-se na primeira pessoa a atingir os 200 milhões de seguidores no Instagram.

Posso dizer-te que o segundo lugar da lista é ocupado por Ariana Grande, com 173 milhões. E o terceiro por Dwayne Johnson, também conhecido como The Rock, com 170. Mas para que tenhas uma ideia da dimensão dos números, acrescento ainda que os 18 clubes da Liga NOS, o principal escalão do futebol português só têm 4 milhões. E estou a falar dos clubes todos juntos. O Benfica é o que tem mais (1,4 milhões) e o Belenenses SAD o que tem menos (5180).

É verdade que o nosso campeonato tem uma visibilidade muito pequena a nível europeu. Mas podemos falar do campeonato inglês, disputado por clubes mediáticos à escala mundial, como é o caso, para dar alguns exemplos, do Liverpool, Manchester United, Manchester City e Tottenham. Pois bem, a Premier League é disputada por 20 clubes e todos juntos, têm menos seguidores do que Cristiano Ronaldo.

Estudo defende que 50 milhões são falsos


A notícia dos 200 milhões de seguidores levou a que a HypeAuditor fizesse um estudo à conta de Instagram do português. A conclusão foi a de que 50 milhões de seguidores são falsos. Sendo que existe ainda uma percentagem de 18,7% de contas consideradas suspeitas. Bem como 6,4% de contas que seguem muitas outras contas e que recorrem a ferramentas automáticas para seguir e deixar de seguir contas.

Existem alguns dados que não deixam de ser curiosos. Segundo o estudo 49% dos seguidores de Cristiano Ronaldo têm interesse em desporto. Enquanto 56% preferem músicas e 62% beleza e moda. O português tem também mais seguidores masculinos (72%) do que femininos (28%). É na Índia que está o maior número de seguidores do português.

Sem comentários:

Publicar um comentário