26.12.19

quando tentaram contratar messi... por causa de erro hilariante

Há quem goste mais de Cristiano Ronaldo. Outros preferem Lionel Messi. Sendo certo que ninguém duvida de que estamos perante dois dos melhores jogadores de todos os tempos. Aquilo que ninguém provavelmente imagina é que algum clube tente contratar um destes astros por... engano. Mas foi isso que acontece com o argentino do Barcelona.

Tudo aconteceu em 2008. Nesta altura o Manchester City tinha Garry Cook como CEO e o clube inglês tinha acabado de ser comprado pelo Abu Dhabi United Group, que tinha Thaksin Shinawatra e Pairoj Piempongsnat como homens fortes. Foi o antigo dirigente, numa entrevista ao Athletic, que contou como tudo aconteceu e como uma confusão levou os ingleses a tentarem contratar Messi ao Barcelona.

“O Pairoj Piempongsant estava a ficar bastante irritado. O telefone estava na mesa e ele estava a falar com o Paul Aldridge, que tinha anteriormente estado no West Ham com alguns problemas e que também fazia parte do universo do Thaksin. Imaginem a cena: estava o Paul, com o seu sotaque londrino, a dizer 'Pairoj, tens de me dizer o que fazer, isto está a sair do nosso controlo'. Do outro lado, o Pairoj, sentado na sua espreguiçadeira a receber uma massagem, grita 'sim, sim, sim. Está tudo confuso, muito confuso [messy, em inglês]'. Algo se perdeu na tradução e, juro pela minha filha que é verdade, percebi tudo como 'temos de contratar o Messi'”, começa por recordar.

Depois deste engano, Garry Cook achou que tinha mesmo de contratar o jogador. Tendo enviado uma proposta de 82 milhões de euros para a Catalunha. “O Paul veio ter comigo e disse-me: 'Garry, isto está a ficar muito confuso, não sei para onde estamos a ir'. E eu respondi 'submete a proposta, vamos ver no que isto dá'. Vai daí, no dia seguinte liga-me o Dave Richards, da Premier League, a perguntar-me 'Garry, fizeste uma proposta pelo Lionel Messi? 70 milhões de libras? Estás doido?'”, conta.

É certo que o Barcelona pensou tratar-se de uma proposta intencional, mas Messi ficou mesmo no Barcelona. Onde ainda hoje joga. Já o clube inglês, acabou por gastar 157 milhões de euros em reforços nessa época. O mais sonante foi o brasileiro Robinho, que custou 43 milhões de euros aos ingleses, que o contrataram ao Real Madrid.

Sem comentários:

Publicar um comentário