26.11.19

maria liman, da playboy ao não à vida política

A história não nova, mas a protagonista sim. Primeiro, vamos recuar até ao Mundial da Rússia, que decorreu em 2018. Foi nessa altura que Maria Liman ganhou especial destaque. Ao ponto de ser eleita uma das adeptas mais sexy da competição. Algo que chega e sobra para aumentar a popularidade e receber diversas propostas. Até vindas da política.

Maria Liman, de 25 anos, foi então convidada para ser a porta-voz do LDPR, o partido que faz oposição a Vladimir Putin. Algo que acabou por ser motivo de piada na Rússia. Principalmente por parte dos homens do presidente russo. Até porque a jovem já tinha sido uma das coelhinhas da Playboy. Pouco incomodada com o modo de pensar dos outros, Maria Liman agradeceu o convite, que recusou. Disse que seria uma distracção, algo que não queria.

Depois disso, fez as malas e mudou-se para Londres. É por lá que vive, alimentando o sonho de construir uma carreira na televisão e cinema. Até porque, diz, a política nunca lhe interessou. "É algo que entra em conflito com os meus objectivos", explica. Enquanto não consegue realizar os desejos, vai partilhando fotos nas redes sociais que ajudam a aumentar a legião de fãs que já tem.





Sem comentários:

Publicar um comentário