11.9.19

poucos se podem gabar do efeito maradona

Ninguém tem dúvidas de que Maradona é um dos melhores jogadores de todos os tempos. E que muitas vezes foi ignorado em cerimónias de entrega de prémios devido ao estilo de vida que não é exemplo para ninguém. E se não tenho dúvidas de que foi um grande jogador, também estou certo de que é um treinador sem muita qualidade. E basta ver os clubes por onde andou enquanto treinador.

Quando olho para Maradona enquanto treinador, vejo imediatamente uma grande qualidade. Estou a falar da motivação. Ainda para mais na Argentina. Qualquer jogador quer ser treinado por El Pibe e qualquer adepto quer ver o astro a orientar a sua equipa. E 24 anos depois, Maradona está de volta ao seu país. Desta vez para treinar o Gimnasia La Plata, clube que está em risco de descer de divisão. Isto porque na Argentina a descida é feita com base nas classificações dos últimos três campeonatos e o clube não tem estado bem ao longo desse tempo.

Não sei se Maradona irá salvar o Gimnasia. “Não vou faltar em nenhum treino. Não sou mago, gosto de trabalhar. Gosto de ganhar dinheiro como fiz a minha vida toda: a correr. O compromisso é deixar tudo. Venho para treinar. Quem não treinar, não joga. Quem não correr, não joga”, disse na apresentação. Mas sei que o clube já está a ganhar. Basta dizer que na apresentação estavam 30 mil pessoas no estádio. Algo de que poucos jogadores se podem gabar.

Em poucas horas, e convém não esquecer a dimensão do clube, o Gimnasia fez 32 mil euros em vendas de camisolas. O número de sócios triplicou. Existem pedidos para novos sócios. E mais de 1000 jornalistas querem marcar presença no primeiro jogo de El Pibe. Até existem pedidos de acreditação da China e do Japão. E este é o efeito Maradona. É algo que nem todos conseguem.

De resto, não deixa de ser curioso que Maradona tenha feito três exigências para voltar a treinar na Argentina. A primeira diz respeito a viagens. Maradona poderá viajar de modo a cumprir os seus compromissos pessoais, tanto na Bielorrússia como na Venezuela. El Pibe também não está a pensar trocar Bella Vista, onde mora, por La Plata. Ainda assim, exige ter um lugar para ficar sempre que lhe apetecer. O Gimnasia ficou assim obrigado a arranjar casa para Maradona na Estancia Chica, que fica perto do centro de treinos do clube argentino. O antigo jogador também fez questão de contar com o ex-jogador Gallego Méndez na sua equipa técnica. Até porque existe uma admiração mútua entre ambos.

Sem comentários:

Publicar um comentário