30.9.19

o tamanho importa? preferes grande ou pequeno?

Longe vão os tempos em que os telemóveis serviam apenas para fazer chamadas e, em momentos de loucura, enviar mensagens. Hoje, são o irmão gémeo que todas as pessoas têm. E de quem praticamente não se separam. Sendo que quando a bateria acaba a meio de um dia (e não existe carregador por perto) parece o fim do mundo. Por isso não é de estranhar que as marcas apostem em tudo e mais alguma coisa para conquistar os consumidores que querem muito mais do que um aparelho que faça chamadas e envie mensagens.

Neste sentido, apresento duas opções que são inovadoras e que podem conquistar os clientes mais exigentes. O primeiro é da Xiaomi. E se estás a pensar que vou sugerir algo barato, esquece lá isso. É apenas o telemóvel mais caro que a marca chinesa já criou. Estou a falar do Xiaomi Mi Mix Alpha. Poderia falar de muitas coisas mas digo-te apenas que é um smartphone feito quase exclusivamente de ecrã. Que dá a volta ao aparelho. Apenas a barra onde está instalada a câmara é que não tem ecrã. Se ficas encantado com a ideia, fica a saber que irá custar mais de 2500 euros. Não deverão ser feitas muitas unidades e provavelmente será comercializado apenas no mercado chinês.




Se ecrãs gigantes não são a tua onda, e se detestas telemóveis grandes, talvez te encantes pela próxima novidade da Motorola. Ao que parece, a marca irá colocar no mercado o Razr dobrável antes do final deste ano. Ou seja, tens um belo ecrã que não te obriga a rasgar os bolsos das calças quando queres guardar o smartphone no bolso. Ainda não se sabe o preço nem a data de lançamento. Mas parece que a Motorola arranjou maneira de solucionar os problemas associados a ecrãs frágeis e dobráveis. É esperar para ver.


Sem comentários:

Publicar um comentário