6.9.19

o consumo excessivo de batatas fritas leva à cegueira? (para os pais e não só)

Já todos nós ouvimos os mais diversos alertas para o perigo de uma má alimentação, especialmente sustentada na fast food. Sabemos que poderá dar origem a doenças cardiovasculares, excesso de peso e níveis de colesterol pouco indicados. Mas agora a discussão é outra. Será que o consumo excessivo de batatas fritas pode levar à cegueira?

Este tema está a ganhar especial destaque por causa da história de um jovem britânico de 17 anos que ficou cego depois de passar 10 anos sem consumir vegetais e frutas. A alimentação desta rapaz passava por batatas fritas convencionais, batatas fritas de pacote e pão branco. De tempos a tempos comia fatias de presunto e salsichas.

O adolescente foi acompanhado no Bristol Eye Hospital, no Reino Unido, e a equipa médica revelou que desenvolveu uma neuropatia óptica nutricional (normalmente provocada pela falta da vitamina B12) devido à má alimentação. Refiro que a deficiência nutricional já tinha sido detectada quando tinha 14 anos. Nessa altura deslocou-se ao hospital com queixas de cansaço. Os médicos referem que o quadro clínico degradou-se, mesmo com suplementação, porque o jovem recusou mudar a alimentação. De acordo com os pais, o adolescente tinha um paladar exigente, recusando a ingestão de diversos alimentos.

“Concluímos que a dieta de fast food e a ingestão limitada de vitaminas e minerais resultaram no aparecimento da doença. É uma complicação rara, mas grave, de vários tipos de deficiência nutricional”, explica Denize Atan, a médica que acompanhou o paciente. A neuropatia óptica é tratável desde que diagnosticada precocemente. O adolescente ficou com pontos cegos na visão, sendo-lhe impossível ler, ver televisão e distinguir caras. Ainda assim, consegue movimentar-se sozinho por não ter perdido a visão periférica.

Coloquei os pais no título deste texto por considerar que são os primeiros responsáveis pela alimentação dos filhos. Que deverá ser o mais equilibrada possível. E também porque devem ser os primeiros a reparar em algo que não está bem. Sem esquecer que têm de ser eles a tomar a iniciativa de perceber o que deve ser feito para que os filhos mudem um comportamento que poderá dar origem a problemas graves.

Sem comentários:

Publicar um comentário