5.9.19

chorar faz bem, mas...

Há quem diga que chorar faz bem. E a ciência defende esta teoria. Isto porque existem estudos que revelam que o choro é um comportamento calmante que ajuda a reduzir o sofrimento. Por outro lado, há quem chore pelos mais variados motivos. Porque uma relação acabou. Porque o filme tem um final triste. Porque a série preferida acabou de forma trágica. Ou até porque o clube do coração acaba de perder um jogo de forma inesperada.

Quem chora por estes (ou outros) motivos, poderá sentir-se aliviado no final. Mas também poderá sentir-se extremamente cansado e emocionalmente desgastado. E existe uma explicação para isso. Lauren Bylsma refere que chorar é algo muito desgastante para o corpo. “É duro para o corpo”, conta a professora de psicologia da Universidade de Pittsburgh, em declarações à Men's Health. “É precisa muita energia e é algo que domina o corpo por completo”, prossegue.

“Ah e tal, mas chorar são só lágrimas”, podem dizer. Nada disso! Jeffrey Cohen, psicólogo clínico da Columbia University explica que durante o choro aumenta a frequência cardíaca. Ao mesmo tempo que a respiração diminui. Sendo que ainda são libertadas hormonas relacionadas com o stress. “Pode ser calmante, o que por sua vez, leva a uma sensação de cansaço”, argumenta.

Lauren Bylsma explica ainda que o nível de cansaço acaba por estar relacionado com a intensidade do choro. Pois um um choro bastante vigoroso pode mesmo levar à hiperventilação. Algo que fará com que reduza a quantidade de oxigénio no cérebro. E as pessoas podem sentir-se mais sonolentas.

Sem comentários:

Publicar um comentário