29.8.19

9 erros frequentes de limpeza da casa que podem colocar a saúde em risco

Se perguntarmos a alguém aquilo que mais gosta de fazer, ninguém irá responder: "fazer a limpeza da casa". Mas a verdade é que é algo que todos temos que fazer. E se há quem pague a uma empregada para o fazer, outros (estou neste grupo) arregaçam as mangas para deixar a casa impecável. Aquilo que as pessoas do meu grupo provavelmente não sabem é que existem 9 erros de limpeza muito comuns que podem ser bastante prejudiciais para a saúde. Quem o diz é Ralitsa Prodanova, da empresa de limpezas domésticas Fantastic Services, em declarações ao Mirror. Vamos a eles!

1 – Esfregar bolor e mofo
Todos odiamos ver bolor e/ou mofo nas paredes e tectos, causados pela humidade. Apetece logo esfregar tudo. Algo que pode ser muito perigoso. “O bolor negro, causado pela humidade, é desagradável e é tentador tentar limpá-lo. Mas isso pode provocar problemas respiratórios e até alucinações. Muitas vezes pode ser altamente tóxico”, explica Ralitsa Prodanova. Que aconselha que se use sempre máscara, luvas e óculos de protecção.

2 – Ignorar os aparelhos de ginásio
Existem cada vez mais pessoas que montam o seu ginásio em casa. Halteres e esteiras são apenas dois exemplos de objectos muito comuns, que acabam por ser ignorados durante as limpezas. “Existem muitos estudos que revelam que existem insectos que se escondem nestes aparelhos. Muitas vezes têm mais germes do que as casa-de-banho, incluindo aqueles que podem causar furúnculos, eczema, acne e rosácea”, refere Ralitsa. Acrescentando que devem ser limpos e desinfectados regularmente.

3 – Cocktail de produtos de limpezas
Existem pessoas que não têm problemas em misturar produtos de limpeza. Algo que é um erro. “Produtos químicos domésticos de limpeza são muitas vezes perigosos. E tornam-se ainda mais perigosos quando misturados”, defende.

4 – Fazer a cama logo de manhã
De certeza que já ouviste que não deves sair de casa sem fazer a cama? Pois bem, Ralitsa defende que é um erro. “Tens de deixar de fazer a cama de manhã, assim que acordas. Em vez disso, deves deixar o colchão respirar. Ácaros adoram calor e humidade, por isso é que amam as camas”, alerta.

5 – Esperar que o saco do aspirador esteja cheio
A maioria das pessoas tende a mudar o saco do aspirador apenas quando está cheio. Sendo nessa altura que acaba por fazer uma pequena limpeza ao aparelho. “As escovas e o interior dos aspiradores funcionam essencialmente como uma fábrica de germes móveis”, conta. Ralitsa aconselha que o saco seja mudado/esvaziado com regularidade, aproveitando esses momentos para fazer uma limpeza ao aspirador.

6 – Esquecer as borrachas do frigorífico
É algo que está mesmo muito perto da nossa comida, mas as borrachas do frigorífico tendem a ser ignoradas na limpeza. “As borrachas de vedação da porta do frigorífico têm muitas dobras e fendas. Que estão armadilhadas de resíduos de alimentos e os insectos podem ficar lá, durante anos, sem serem detectados. Também podem prender o bolor, levando a alergias”, diz. Anos, ouviste?!?

7 – Usar a toalha de mesa vezes sem conta
As toalhas da mesa de jantar tendem a ser utilizadas muitas vezes antes de serem lavadas. Mas de acordo com Ralitsa, só deveriam ser utilizadas uma vez antes da lavagem. “Estão geralmente húmidas e quentes da utilização anterior, permitindo que as bactérias se multipliquem rapidamente. Recomendo que as mudem diariamente”, conta. Referindo que o mesmo se aplica às luvas do forno.

8 – Deixar a tampa da sanita para cima
Podes ter acabado de fazer a melhor das limpezas à casa-de-banho. Mas todo o trabalho vai por água abaixo se deixares a tampa da sanita para cima quando puxas o autoclismo. “Sempre que descarregas o autoclismo, partículas de cocó são libertadas para o ar. Estes bio-aerossóis podem ser extremamente prejudiciais e as gotículas de água no ar são frequentemente contaminadas com vírus e bactérias”, começa por dizer. Explicando ainda que podem permanecer no ar durante 30 minutos. Sendo que estudos comprovam que é uma forma de transmitir E.coli.

9 – Não limpar as tábuas de corte da melhor maneira
Lavar as tábuas de corte com detergente líquido pode não ser suficiente quando estamos a falar de protecção contra germes. “Devido ao uso, as tábuas de corte acabam com cortes profundos que podem abrigar todo o tipo de germes, que são invisíveis a olho nu. Recomendo lavar as tábuas com lixívia, só para ter a certeza de que estás a acabar com todas as coisas horríveis que podem lá estar escondidas”, conclui.

Sem comentários:

Publicar um comentário