5.7.19

14 coisas que os homens devem fazer no primeiro encontro (e quem o diz são elas)

Verdade seja dita que ninguém tem uma segunda oportunidade de criar uma boa primeira impressão. E isto também se aplica às saídas a dois que podem, ou não, dar origem a uma relação. Nesse sentido, e para evitar problemas futuros, partilho 14 coisas que os homens podem e devem fazer num primeiro encontro. E não são meras teorias. São opiniões reais, partilhadas por 14 mulheres numa publicação do Reddit. Se querem um segundo encontro, isto é meio caminho para que ele exista.

“Lembrou-se de pequenas coisas que tinha falado mesmo antes de eu me esquecer delas. Também enviou uma mensagem, logo depois do encontro, a dizer que tinha percebido que tinha acabado recentemente um relacionamento longo e que não queria fazer nada fora da minha zona de conforto. E que me queria ver novamente.”

“Foi mais depois do encontro. Não exisitiram mind games e enviou-me mensagem a dizer que tinha gostado muito de estar comigo, que se tinha divertido. Foi reconfortante.”

“Enviou-me mensagem a dizer que tinha gostado a minha personalidade. Fez-me sorrir.”

“Enviou mensagem a perguntar se tinha chegado bem a casa e disse que gostava de me ver novamente. Foi uma forma muito boa de marcar outro encontro.”

“Ouviu-me. Estava genuinamente interessado em conhecer-me. Segurou-me a mão enquanto andávamos perto da estrada, algo que foi uma novidade para mim. Mas a melhor parte foi andarmos pelas nossas cidades durante 2-3 horas a falar. Foi perfeito.”

“Éramos tímidos mas as coisas ficaram muito quentes. Perguntou-me se podia tirar a T-shirt e depois perguntou se me podia tocar. Foi incrível perguntar isso.”

“Colocou a mão nas minhas costas para me guiar entre a multidão. Senti-me tão bem e estamos juntos há 3 anos.”

“Tratou-me, e falou comigo, como um ser humano e não como uma vagina onde queria enfiar o pénis.”

“Estava bêbada e quis ter sexo. Ele disse que não queria faze-lo no primeiro encontro. Apreciei o seu auto-controlo e a forma como me disse não.”

“Riu-se genuinamente das minhas piadas e fez piadas semelhantes.”

“Ofereceu as sobras do jantar a um sem abrigo. Ofereceu-se para me levar até à paragem do autocarro por perceber que seria estranho oferecer boleia por mal o conhecer. No final, perguntou se me podia dar um beijinho na bochecha. Estamos juntos há quase quatro anos.”

“Enviou mensagem a perguntar se tinha chegado bem a casa. Mostra que ainda estava a pensar em mim.”

“Sempre que um homem mostra um nervosismo genuíno e alguma tolice, quero sempre um segundo encontro.”

“Ser educado, abrir a porta do carro, estender a mão para me ajudar a sair, puxar a cadeira para me sentar, não interromper as conversa, não ter o telemóvel em cima da mesa, abrir portas e deixar-me passar primeiro. Coisas que já foram comuns.”

Sem comentários:

Publicar um comentário