21.3.19

apaixonei-me e o sonho de uma vida destruído por um parvo

Sempre gostei dos The Killers. Mas recentemente apaixonei-me pela banda liderada por Brandon Flowers. De uma música saltei para o concerto do Royal Albert Hall, que teve lugar em 2015. E daí andei a saltar de música em música e de concerto em concerto. Com especial destaque para aqueles que a banda de Las Vegas deu no ano passado.

Enquanto assistia ao concerto dado na Escócia, percebi que os The Killers deixam uma pessoa do público subir ao palco para tocar bateria no tema “For Reasons Unknow”. Neste caso foi Tony que teve o prazer de tocar com a banda que admira. E que show deu o puto! Já no Brasil foi a apresentadora (algo desconhecido por Brandon Flowers) Dedé Teicher quem teve a oportunidade de tocar para dezenas de milhares de pessoas. Podem ver as duas actuações nos vídeos.



(A partir dos 23 minutos)



(A partir dos 37 minutos)

Se fosse músico e baterista, teria o maior prazer em tocar com uma das minhas bandas de eleição. E é isso que acredito aconteceu com Dedé e especialmente com Tony, que parece um menino que acaba de receber o melhor presente de Natal de sempre. Isto para não dizer que sabe tudo na perfeição.

Por outro lado, a banda corre um risco enorme quanto toma esta decisão. Porque nem todas as pessoas são bem intencionadas. Depois da actuação de Tony, Brandon Flowers fala do desastre que tinha acontecido na Bélgica. Fui pesquisar o concerto e deparei-me com um parvo, que não tem outro nome, que simplesmente não toca bateria.



(A partir dos 40 minutos)

Gostei da forma como Brandon Flowers resolveu a situação, tal como recusou tocar a música enquanto o rapaz não saísse do palco. E quem tem este tipo de comportamento acaba por roubar a oportunidade de alguém, como aconteceu com Tony, realizar o sonho de uma vida. Tal como pode levar a banda a decidir colocar um ponto final neste iniciativa. Até tentava perceber o que leva alguém a fazer isto em cima de um palco, passando por parvo num vídeo que irá ser visto em todo o mundo. Mas prefiro ir ver o jovem escocês a arrasar novamente.

Sem comentários:

Publicar um comentário