20.6.18

trânsito, maldito trânsito

Sempre morei na Margem Sul do Tejo. E desde 2006 que trabalho em Sintra. Ou seja, o trânsito para a ponte 25 de Abril e do IC19 são uma realidade para mim há longos anos. E a verdade é que ambas as estradas já foram muito piores do que são hoje, especialmente o IC19 antes das obras.

Talvez por estar habituado ao trânsito, poucas são as coisas que me tiram do sério. Já vi pessoas a cantar e dançar, homens a usar a máquina de barbear e mulheres que se maquilham. E estas são as coisas mais comuns.

E nada disto me aborrece. Excepto quando as pessoas se esquecem de que estão numa estrada, pensando que estão em casa. Como aconteceu hoje. E estou a referir-me a pessoas que estão mais preocupadas com maquilhagens e afins do que com a estrada.

São aquelas pessoas que não se importam de ter o carro da frente a um quilómetro de distância. O que importa é que a tarefa de casa (transportada para o carro) fique bem feita. E vão repetindo isto a cada novo movimento do carro da frente. Estes condutores são mil vezes mais irritantes do que qualquer fila de trânsito. 

Sem comentários:

Publicar um comentário