17.4.17

nada furioso com isto mas...

Assumo que sou fã da saga Velocidade Furiosa. E que gosto de ir ao cinema ver cada um dos filmes. Não sou louco por carros mas aprecio as aventuras de Dom e companhia. Sei também que provavelmente não irei ver um filme candidato ao Oscar de Melhor Filme. Mas isso não me importa. Estes filmes cumprem um propósito: entreter quem vê o filme. E para isto contam com histórias que conseguem ser, em alguns momentos surpreendentes, carros de luxo, mulheres bonitas, vinganças e locais de rara beleza.

Entendi que o último filme – aquele em que Paul Walker perdeu a vida, acabando por não filmar a totalidade do filme – deveria ser o último. Mas entendo que seja complicado colocar um ponto final quando esse mesmo filme foi o sétimo (curioso!) com a melhor bilheteira da história do cinema. E se nesse filme tinha a curiosidade de perceber como tinha sido ultrapassada a morte de Paul Walker, neste tinha a curiosidade de perceber como seria explicada a sua ausência.

Indo ao ponto negativo, este é o único que destaco. A explicação para Brian (Paul Walker) e Mia não ajudarem a “família” num momento complicado sabe a pouco. E tendo em conta as restantes histórias, não faz sentido. Pois estamos a falar de uma personagem que chegou a arriscar a vida quando a mulher estava grávida. Por isso sabe a pouco a justificação dada. Que é compensada com uma homenagem mais ou menos esperada.

De resto, é mais do mesmo. E isto não é um crítica mas um elogio mesmo assumindo que não é o meu filme favorito da saga. Carros potentes avaliados em 16 milhões de euros. Paisagens muito bonitas como é o caso das rodagens em Cuba e Islândia. Bons actores. Por exemplo, quem estaria à espera de ver Helen Mirren num destes filmes? Jason Statham, que se sente como peixe na água em filmes destes e até Charlize Theron, que aqui veste o papel de vilã. E uma história que vive muito da acção mas que consegue ter momentos inesperados e até humor de qualidade.

Por tudo isto, nunca me canso destes filmes. Até porque vão evoluindo bastante ao longo dos tempos. Fica a sensação de que a história irá continuar. Pelo menos está tudo preparado para isso. E enquanto esta saga for uma galinha dos ovos de ouro acho complicado que deixem de ser feitos filmes. A tentação de continuar é muito grande.

Sem comentários:

Publicar um comentário