6.3.17

o incrível mundo dos ex

Algumas relações são marcadas pela presença ou sombra dos ex-namorados(as). Esta nuvem, quando existe, aparece logo no início da relação. Basta pouco tempo para que alguém pergunte algo do género: "como era o teu/tua ex?". O assunto pode ficar por ali. Pode morrer nesta questão. Mas se existir um fenómeno bola de neve, começam a aparecer as comparações. E em alguns momentos os/as ex até servem como modelo para comparação. "Aposto que ele/ela não fazia isto nem aquilo", dizem. "Diz lá, quem faz isto melhor? Eu ou ele/ela?", perguntam.

E aquilo que ocasionalmente pode ser um momento mais divertido entre um casal acaba por, quase sempre, se transformar em momentos de má disposição e de troca de bocas. Principalmente quando as pessoas são incapazes de conviver com a existência de um/uma ex. Como se fosse obrigatória a inexistência de um passado amoroso na vida das outras pessoas. O que não faz qualquer sentido.

E a sombra dos ex consegue ser tão forte que existem pessoas que nem após o final da relação conseguem desligar-se dos/das ex das pessoas com quem viveram. Ficam irritadas se as pessoas voltam a falar. Ficam fulas se existe uma reaproximação, seja por que motivo for. Quando tudo deveria ser o mais normal possível, principalmente a partir do momento em que duas pessoas colocam um ponto final na história de amor que as unia.

Sem comentários:

Publicar um comentário