16.1.17

não me recordo de nada assim

Não me recordo de um início de ano tão complicado como este. Não tenho memórias de tantas notícias más em tão poucos dias pois ainda só vamos no 16º deste ano. Já existiram momentos complicados mas espaçados. Nunca tantas coisas más decidiram vir bater à porta ao mesmo tempo. Quase que nem dá para ouvir tudo. Ao bom estilo português penso que poderia ser pior. Que poderia ser algo mais grave, ainda mais aborrecido. Agora resta tentar ouvir as vozes, leia-se problemas, uma a uma. Isolar os sons, leia-se chatices, de modo a resolver um de cada vez. Sempre na esperança de que o calendário avance depressa.

Sem comentários:

Publicar um comentário