28.10.16

conselhos e avisos da treta (versão pai e mãe)

Ao longo da vida, especialmente durante a adolescência, os pais têm por hábito partilhar diversos ensinamentos com os filhos. Por sua vez, os filhos nem sempre têm disponibilidade para ouvir os pais. Consideram que é tudo uma treta. Que não passam de clichés. Aqueles conselhos para a vida não são mais do que frases feitas que soam bem. Esta é a ideia que muitos adolescentes têm.

Até que crescem. Até que entram na idade adulta. Alguns deles chegam a esta fase, e vou alargar um pouco a adolescência, mais ou menos até ao final de um curso universitário, com uma percepção diferentes das palavras dos pais. Outros, na sua maioria, percebem neste momento das suas vidas que aquelas palavras nunca foram clichés. Que nunca foram frases feitas. São muito mais do que isso.

Os pais não são donos e senhores da verdade. Mas têm uma capacidade única de saber o que dizer aos filhos. Parece que sabem que determinada frase, determinado conselho, irá bater certo ao longo da vida. Muitas vezes até conseguem transformar uma (aparentemente) frase feita num fato feito à medida. Tudo encaixa na perfeição. E quando isso acontece os filhos dão por si a pensar: “e não é que os meus pais tinham razão quando disseram aquelas palavras”.

Não sei se passam por aqui muitos adolescentes. Caso passem fica o conselho. Nunca ignorem as palavras dos vossos pais. Nunca digam que não têm tempo para ouvir algo. Porque essas palavras podem (e quase de certeza que será assim) vir a ser muito úteis no futuro. Vão dar foco a diversas situações. E vão poupar dores de cabeça desnecessárias. As palavras dos pais são dos melhores ensinamentos que se podem receber. Mesmo que soem a um qualquer cliché.

Sem comentários:

Publicar um comentário