16.5.16

o benfica é um justo campeão (doa a quem doer)

Há muito que Portugal não tinha um campeonato tão disputado como este. Foi no último jogo que se conheceu o campeão. Foi na última jornadas que se conheceu a totalidade das equipas que vão disputar as competições europeias. E foi na derradeira partida que se soube quem descia de divisão. Isto devia ser um motivo de orgulho mas passa despercebido.

Lá fora, todos os clubes dão os parabéns ao Leicester, campeão de Inglaterra. Tal como dão ao Barcelona, à Juventus, ao PSG e ao Bayern de Munique, apenas para dar alguns exemplos. Por cá não. Por cá fala-se dos árbitros. Tenta sujar-se o mérito dos outros. E arranjam-se todas as desculpas para justificar o insucesso. É assim com quem desce, tal como também é com quem não foi campeão.

Muitos tentam vender a ideia de que o Benfica não é um justo campeão. Vamos a factos. O Benfica é a equipa que fez mais pontos (88). Estes 88 pontos representam um novo máximo na competição (o recorde era do Porto de José Mourinho – no ano em que conquistou a Taça UEFA – com 86). O Benfica tem o melhor ataque com 88 golos (mais nove do que o segundo ataque mais concretizador) e a segunda melhor defesa com 22 golos (a melhor tem 21).

Isto é meio caminho andado para falar de justiça. É certo que o Benfica tem quatro derrotas. Mas empatou apenas uma vez. O Benfica não foi a equipa que mais vezes venceu pela margem mínima tal como não foi aquela que mais vezes venceu perto do apito final. E convém recordar que o campeonato é uma prova de meses em que a regularidade premeia o campeão, seja ele qual for.

As pessoas confundem justiça com beleza do futebol praticado. Haverá quem goste mais do futebol do Benfica. Haverá quem prefira o futebol do Sporting. Mas não pode ser isto a justificar a justiça de um campeão. É a mesma coisa que dizer que o Messi é muito mau porque se gosta mais do Cristiano Ronaldo. Gostar mais de um do que do outro não retira mérito ao percurso dos atletas. E com o futebol é a mesma coisa. Neste domínio, tanto o Benfica como o Sporting seriam justos campeões. Como só pode ganhar um, ganhou o mais regular e o que desperdiçou menos pontos. Doa a quem doer, o Benfica é um justo campeão.

Sem comentários:

Publicar um comentário